Topo

Esporte


Autor de cavadinha errada na Sul-Americana recomeça na 2ª divisão paraguaia

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

24/05/2019 04h00

Bendrix Parra foi protagonista de um momento bastante insólito na Copa Sul-Americana de 2019. Ainda na primeira fase da competição, quando defendia o Independiente de Campo Grande (Paraguai), arriscou-se um lance que foi destaque internacional.

Aconteceu em 16 de abril, após dois empates por 0 a 0 com o La Equidad (Colômbia). Na decisão por pênaltis, o meia venezuelano tentou surpreender o goleiro Diego Novoa com uma cavadinha. Só que o chute saiu muito fraco, quase não subiu e parou no peito de Novoa, que já havia caído. O La Equidad venceu a disputa por 4 a 3 e avançou.

Pênalti de Bendrix Parra acabou parando no peito do goleiro Diego Novoa - Reprodução
Pênalti de Bendrix Parra acabou parando no peito do goleiro Diego Novoa
Imagem: Reprodução

A cobrança de Parra repercutiu internacionalmente e custou caro ao jogador, que foi dispensado. No entanto, aos 27 anos, ele logo recebeu uma nova chance: no começo de maio, foi anunciado pelo 3 de Febrero, clube que disputa a segunda divisão do Campeonato Paraguaio.

Hoje, em seu novo clube, Parra está "bem, graças a Deus". "O clube me abriu as portas, me deu a oportunidade. Tenho que tratar de corresponder em campo", disse o jogador, por telefone, ao UOL Esporte.

Até aqui, Bendrix oscilou. Em 5 de maio, quando o 3 de Febrero recebeu o Guaireña, marcou o segundo gol na vitória por 2 a 0 - o primeiro foi de Ever González. No entanto, o atleta vem se tratando de "uma pequena lesão" nos últimos dias, decorrente de uma sobrecarga muscular. "Nada grave", ele assegura.

Na chegada, Bendrix foi muito elogiado pelo brasileiro Odair dos Santos, o gestor do clube. Segundo o dirigente, o reforço "tem qualidade, sabe jogar, tem personalidade". O atleta se mostra feliz com o acordo e com os elogios.

"Já havia um acerto em 2017, mas que não avançou. Graças a Deus, avançou agora", disse - e o próprio Odair admite que já acompanhava o trabalho do jogador. "Ele (Odair) é uma boa pessoa. Confiou em mim, em minha capacidade e em meu talento", acrescentou.

"Tive aproximações de equipes, inclusive da Europa"

Embora a folclórica cavadinha tenha provocado sua saída no Independiente, Bendrix encara o lance com naturalidade. À reportagem, o meia afirmou que já havia praticado a cobrança antes com sucesso em treinos.

"Já havia tido a sorte e feito antes, mas para a partida não vinha cobrando desta forma", reconheceu o meia. "Naquele momento, tomei a decisão de cavar. Não saiu como eu gostaria. Foi no meio, e o goleiro defendeu."

O destaque internacional dado ao lance, ele diz, não surpreendeu. "Há muitas câmeras, mais do que antes. As coisas repercutem mais que antes", analisou.

E ao invés de procurar lições no incidente, Bendrix prefere celebrar a oportunidade que teve de disputar a Copa Sul-Americana pela antiga equipe - que, curiosamente, também disputa atualmente a segunda divisão paraguaia. "São coisas que acontecem no futebol. Aconteceu comigo e com grandes jogadores", avaliou o venezuelano. "Não sei dizer neste momento qual seria a maior lição, mas posso dizer que foi uma linda oportunidade de tentar fazer bem as coisas no clube no qual estava."

Agora no 3 de Febrero, Bendrix Parra estreou com gol - CA 3 de Febrero/Divulgação
Agora no 3 de Febrero, Bendrix Parra estreou com gol
Imagem: CA 3 de Febrero/Divulgação

Diante da dispensa, Bendrix teve que procurar novos rumos na carreira. Mas optou por permanecer atuando no futebol do Paraguai, onde já defendeu 2 de Mayo, Caaguazú, Resistencia e Independiente entre 2017 e 2019. Aí, veio a oportunidade de assinar com o 3 de Febrero.

"Depois disso, tive aproximações de outras equipes, inclusive da Europa, que bateram na porta", contou. "Mas tenho três anos aqui, família aqui. Também (fiquei) porque vinha trabalhando sozinho até agora, sem empresário. É um lindo clube para trabalhar e para fazer bem as coisas."

Na Intermedia, a segunda divisão do Paraguai, o 3 de Febrero faz campanha discreta até aqui: após quatro rodadas, o time soma cinco pontos, enquanto o 12 de Octubre lidera com 12. No domingo, o time de Bendrix Parra visita o Resistencia, que também soma cinco pontos.

Para Bendrix, o clube tem "uma boa equipe" e reais chances de assegurar uma vaga na elite, da qual foi rebaixada em 2018. "É uma competição muito difícil, muito física, mas temos uma boa equipe. Creio que podemos conquistar o acesso", avaliou.

Mais Esporte