PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


CPI de incêndio no Ninho aponta para Bandeira e Landim como responsáveis

Rodolfo Landim, atual presidente do Flamengo, também surge como indiciado na CPI do incêndio no Ninho - Thiago Ribeiro/AGIF
Rodolfo Landim, atual presidente do Flamengo, também surge como indiciado na CPI do incêndio no Ninho Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

14/05/2020 04h00

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura o incêndio no Ninho do Urubu, dentro outras tragédias deste porte no Rio de Janeiro, está parada, mas o relatório final está em fase de produção, ainda que alguns depoimentos tenham de ser colhidos. Após ouvir diversos dirigentes das duas últimas gestões do Flamengo, a tendência é que o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello seja indiciado como responsável, assim como o atual mandatário, Rodolfo Landim.

Os deputados entendem que as investigações da Polícia Civil, que praticamente responsabilizaram apenas Bandeira pela tragédia, eram frágeis, mas servem como um fio condutor para o indiciamento, já que a polícia entendeu que o alto comando deveria responder. Ante este raciocínio, os parlamentares tendem a incluir na peça final todos aqueles que tinham responsabilidade sobre o Ninho, o que inclui também o ex-CEO Fred Luz e vice-presidente de patrimônio da gestão Bandeira, Alexandre Wrobel, por exemplo. (Por Leo Burlá)

UOL de Primeira