PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ferido e 3 gols. Copete decide para o Santos e deixa SP na vice-lanterna

Levir - Rivaldo Gomes/Folhapress - Rivaldo Gomes/Folhapress
Imagem: Rivaldo Gomes/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

09/07/2017 20h53

O Santos conseguiu dar um passo importante rumo às primeiras colocações do Campeonato Brasileiro na noite deste domingo. De quebra, afundou o rival São Paulo na zona de rebaixamento ao vencer por 3 a 2 na Vila Belmiro. Copete, com ferimentos de queimadura na barriga, foi o nome do jogo, com três gols. Shaylon e Arboleda diminuíram para o time tricolor.

Com o resultado obtido em casa, com o apoio de dez mil torcedores, o Santos ultrapassou o Palmeiras e assumiu a quarta colocação do Brasileirão, com 20 pontos - o time alviverde soma 19 pontos. Já o São Paulo caiu para a penúltima colocação, com 11 pontos (a equipe foi superada pelo Vitória e o Avaí).

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Atlético-MG fora de casa, na quarta-feira. O São Paulo, por sua vez, recebe o Atlético-GO no Morumbi, em jogo dos lanternas, já na quinta-feira - o rival soma sete pontos na tabela.

O melhor: Copete

Copete 3 - Adriano Vizoni/Folhapress - Adriano Vizoni/Folhapress
Imagem: Adriano Vizoni/Folhapress

O atacante do Santos mostrou mais uma vez poder de decisão contra o São Paulo - já são cinco gols em três jogos. Neste domingo, Copete abriu o placar em uma conclusão na pequena área, fez 2 a 0 em jogada aérea e chegou ao hat-trick em finalização da marca do pênalti.

O pior: Renan Ribeiro

O goleiro são-paulino falhou em um lance capital do clássico. No minuto final do primeiro tempo, deu rebote em um chute cruzado de Kayke. No intervalo, explicou-se e atribuiu o erro à bola molhada. Nos outros gols santista, o arqueiro não pôde fazer nada.

Santos domina o São Paulo

Atuando na Vila, como apoio do seu torcedor, o Santos adotou uma postura ofensiva. Mesmo quando não conseguia avançar na intermediária, valorizou a posse de bola com participação efetiva de Lucas Lima, Renato e Thiago Maia. 

Copete perde gol na pequena área


A superioridade santista, entretanto, não resultou em chances claras de gol no primeiro tempo. Aos 37 minutos, o atacante Copete não conseguiu fazer o mais fácil: balançar a rede mesmo sozinho na pequena área. Na conclusão, o colombiano isolou a bola por cima do gol.

Mas depois abre o placar e decide o jogo

Sete minutos depois, porém, Copete não desperdiçou mais uma oportunidade clara. Depois de chute de Kayke na entrada da área e falha de Renan Ribeiro, o atacante, bem colocado, só empurrou a bola para abrir o placar para o Santos. No começo da etapa final, o colombiano completou cruzamento, deslocou Renan e fez 2 a 0.

O que é essa marca na barriga?

Copete 4 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Durante o jogo, Copete deixou à mostra parte da barriga. Dessa forma, uma marca de ferimento na barriga. Após marcar o gol, o jogador tirou a camisa para comemorar. O abdômen do atleta estava com sangramento. No intervalo, veio a explicação: o jogador teve um acidente doméstico e acabou queimado depois que uma panela de pressão explodiu há alguns dias.

Pratto desperdiça pênalti na etapa final


Quando o placar já apontava 3 a 0 para o Santos, o São Paulo teve a chance de diminuir o prejuízo na Vila. O árbitro assinalou pênalti depois que Pratto foi derrubado por David Braz. O atacante argentino, porém, chutou a bola na trave. Pouco depois, no entanto, Shaylon conseguiu marcar. Arboleda, nos minutos finais, incendiou o jogo - os visitantes, porém, não conseguiram o empate.

Nova etapa no São Paulo

O clássico também foi marcado pela nova etapa que o São Paulo inicia. Na segunda-feira, depois de uma derrota para o Flamengo por 2 a 0 no Rio de Janeiro, o técnico Rogério Ceni foi demitido do comando do time. 

Dorival de longe

O ex-técnico do Santos foi anunciado pelo São Paulo na última quarta-feira. Apesar disso, o treinador não comandou o time são-paulino na Vila Belmiro - ele será apresentado nesta segunda-feira. Antes de a bola rolar, o interino Pintado admitiu que falou ao telefone com o novo comandante.

Mudanças de última hora

Os dois times entraram em campo com novidades de última hora. No Santos, o titular Bruno Henrique deu lugar a Thiago Ribeiro. No São Paulo, Cueva nem viajou com a delegação tricolor. Pintado ainda escalou o lateral Buffarini, o zagueiro Arboleda e o meia Jonathan Gómez.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 x 2 SÃO PAULO

Data: 9 de julho de 2017
Horário: 19h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (12ª rodada)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 10.322
Renda: R$ 422.935
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Cartões amarelos: Copete, David Braz e Lucas Lima (Santos); Pratto, Lucas Fernandes e Júnior Tavares (São Paulo)

Gols: Copete, aos 44 minutos do primeiro tempo; Copete, aos oito e 21 minutos do segundo tempo; Shaylon, aos 30, e Arboleda, aos 41 minutos do segundo tempo.

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Thiago Maia, Renato (Leandro Donizete) e Lucas Lima; Copete (Hernández), Kayke e Thiago Ribeiro (Arthur Gomes). Técnico: Levir Culpi.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Wesley), Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros e Jonathan Gómez; Marcinho (Shaylon), Pratto e Denilson (Lucas Fernandes). Técnico: Pintado (interino)
 

Esporte