PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Herói de virada do Grêmio foi alvo do Manchester City e superou 'geladeira'

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

07/09/2015 06h00

Everton tem apenas 19 anos mas já possui carreira longa no Grêmio. No clube há três anos, chegou aos 16 e subiu para o principal com 17. Mas oscilou e até hoje não recebe chances em série. Neste domingo, mostrou que a aposta do ex-presidente Fábio Koff em seu futebol pode dar resultados em breve. Marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, e espera mais minutos em campo. 

Koff elegeu, no começo deste ano, Everton entre os possíveis destaques do jovem elenco que se formava. Segundo o ex-presidente, ele e Lincoln são atletas que irão se destacar no cenário mundial no futuro. 
 
E o mercado europeu já observou Everton. O Manchester City chegou a enviar um olheiro ao Brasil e sondar o Grêmio para contratar o rápido atacante. Não foi feliz na investida. Mas a manutenção no Tricolor também não foi fácil.
 
Everton subiu ao principal em 2014, mas não conseguiu se firmar. Jogou pouco, não foi tão bem e acabou na 'geladeira'. Com Enderson Moreira ou mesmo Luís Felipe Scolari, deixou de entrar no time e até disputou partidas pelas categorias de base no fim do ano passado. E o 'puxão de orelha' pode ter dado certo. 
 
No primeiro semestre deste ano, repetiu pouca participação no time principal, mas treinou forte até a chance aparecer. Neste domingo, só jogou por conta da lesão de Fernandinho e da suspensão de Pedro Rocha. E mostrou que pode ser alternativa mais vezes. 
 
"Eu acompanho o Everton e percebo a evolução dele. Por coerência, ele vinha na fila e treinando bem. Tenho trabalhado com ele para ter este sentimento. De fazer a gente ganhar campo com a individualidade, onde é decisivo", disse Roger Machado. 
 
Everton não terá vida fácil para seguir no time. A concorrência é muito forte. Pedro Rocha volta, Yuri Mamute também está recuperado de lesão e até entrou contra o Goiás. Um novo período sem jogar não está nos planos do jogador, mas pode acontecer pela mesma coerência que o levou ao time. 
 
O Grêmio volta a campo na quarta-feira para pegar o Corinthians. O jogo está marcado para as 22h (horário de Brasília), em São Paulo. 

Esporte