Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Hamilton revela que teve chance de fazer papel no novo Top Gun

Lewis Hamilton durante a semana de moda de Paris - Matthew Sperzel/GC Images
Lewis Hamilton durante a semana de moda de Paris Imagem: Matthew Sperzel/GC Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

20/10/2019 04h00

Lewis Hamilton se considera hoje um homem com duas carreiras internacionais paralelas. Ao mesmo tempo em que está próximo de conquistar o sexto título mundial na Fórmula 1, o inglês acaba de lançar sua terceira coleção de roupas, em parceria com a marca norte-americana Tommy Hilfiger. Mas ele nunca escondeu o sonho de trabalhar no cinema. E revelou ao UOL Esporte que chegou perto de atuar no filme Top Gun: Maverick, estrelado por Tom Cruise e que será lançado no Brasil em junho de 2020.

"Eu estava tentando conseguir um papel no Top Gun, porque sempre fui um grande fã. Eu tive a oportunidade de fazer e pensei ?vamos fazer, vamos dar um jeito!?. Mas não tinha tempo de fazer nenhuma filmagem", lamentou o inglês.

"Eu definitivamente não teria tempo. Isso iria tomar toda a minha pausa de inverno. Então essa é minha grande dificuldade no momento. Se você visse meu calendário, ele está super carregado e estou tentando tirar mais dias de folga para tentar render o melhor possível - estou tentando encontrar esse equilíbrio. Você precisa tirar o pé um pouco no final do ano."

As temporadas da Fórmula 1 têm ficado cada vez mais longas. Quando Hamilton estreou, em 2007, o campeonato tinha 17 etapas, começando dia 18 de março e terminando dia 21 de outubro. Neste ano, são 21, indo de março a 1º de dezembro. E, em 2020, a categoria terá 22 GPs, um recorde.

Os compromissos de Hamilton com a Fórmula 1, contudo, começam antes disso, com os testes de pré-temporada, em fevereiro. E o mês de janeiro geralmente é dedicado ao treinamento físico de base para o campeonato. Por conta disso, ainda que continue tentando papéis menores em Hollywood enquanto segue trabalhando em parceria com a Tommy Hilfiger - o inglês, inclusive, revelou que sua quarta coleção já está com a pré-venda esgotada - ele garante que segue focado nas pistas.

"Tem tanta coisa que eu queria fazer: quero cuidar das minhas coleções de moda, da minha música. Mas isso significa que vou ficar longe da minha família, que não vou ter tanto tempo de treinar, esse tipo de coisa. O importante é manter o foco no meu trabalho mais importante, que é a F-1. Pois foi isso que tornou todo o resto possível."

O contrato atual de Hamilton com a equipe Mercedes vai até o final de 2020, quando ele terá a chance de igualar os sete títulos conquistados por Michael Schumacher, assim como superar seu número de vitórias - atualmente, ele tem 82, contra 91 do alemão. Nesta temporada, ele já pode conquistar o hexa na próxima etapa, no México, dia 27 de outubro, com três corridas de antecipação. Para isso, ele precisa vencer e torcer para que Valtteri Bottas não passe do quinto lugar.

Fórmula 1