PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Punição de Hamilton não anima Rosberg: 'Ele pode vencer largando em sexto'

Brandon Malone/Reuters
Imagem: Brandon Malone/Reuters

Do UOL, em São Paulo

14/04/2016 08h06

Nico Rosberg atravessa a melhor fase da carreira, com cinco vitórias seguidas - três ano passado e duas neste ano - e começará o final de semana do GP da China sabendo que o companheiro Lewis Hamilton perderá cinco posições no grid de largada devido a uma punição por troca de câmbio. Porém, o alemão garante que ainda considera o inglês uma séria ameaça.

“Fiquei sabendo da punição, mas isso não mudou em nada minha abordagem”, afirmou o líder do campeonato, com 17 pontos de vantagem para Hamilton. “Um Hamilton que larga em sexto [se fizer a pole position no sábado, como ocorreu nas duas últimas provas] ainda vai lutar pela vitória, então desse ponto de vista não muda muita coisa para mim.

O alemão aproveitou para lembrar que a Ferrari também teve vários problemas nas primeiras provas, com falhas de estratégia e quebras de motores.

“Ainda estou focado e não acho que ganhei nada porque não tem só tele, mas também a Ferrari, que ainda não mostrou do que é capaz”, alertou. “As coisas não poderiam ter sido piores para eles, e eu sei disso.”

Hamilton, por sua vez, tratou de jogar a pressão toda para cima do companheiro, dizendo que o GP da China “deve ser um final de semana fácil para Nico. Talvez seja o GP mais fácil para ele vencer. Mas isso não significa que eu não possa dar trabalho a ele, independentemente de que posição eu largue, então vou forçar ao máximo.”

Ainda assim, o inglês afirmou que chega a Xangai pensando em lutar pela vitória. “Esse é meu pensamento. E não limitar os danos.” E lembrou que sempre gostou de ganhar provas vindo do meio do pelotão, desde os tempos de kart. “É o que eu cresci fazendo, o que amo fazer. Não comecei andando em equipe de ponta, é por isso que gosto do meu início de carreira. É por isso que estou de bom humor: pelo menos vou disputar com alguns caras.”

Os treinos livres para o GP da China começam às 23h desta quinta-feira, pelo horário de Brasília. A classificação será às 4h da madrugada do sábado e a largada, às 3h do domingo.

Fórmula 1