PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Fernando Alonso é liberado pelos médicos e está confirmado no GP da China

Do UOL, em São Paulo

14/04/2016 07h42

Fernando Alonso foi liberado pelos médicos da Federação Internacional de Automobilismo e voltará ao grid da Fórmula 1 neste final de semana, no GP da China. O espanhol teve de passar por uma avaliação nesta quinta-feira em Xangai para determinar se as fraturas sofridas nas costelas em decorrência do acidente ocorrido na primeira etapa do campeonato, na Austrália, estavam totalmente curadas.

A liberação, contudo, veio com uma condição: o espanhol terá de passar por um novo exame depois da primeira sessão de treinos livres, que começam às 23h desta quinta-feira pelo horário de Brasília. A decisão veio seis horas depois do espanhol ter passado pelos médicos em Xangai. Aos jornalistas, Alonso limitou-se a dizer que se sentia "100%", mas que esperava o ok dos médicos.

Tais lesões tiraram o piloto da McLaren na segunda etapa, disputada há duas semanas, no Bahrein. Na ocasião, a decisão de impedir que Alonso corresse foi decorrente do risco de perfuração pulmonar no caso de uma nova batida, uma vez que as fraturas foram detectadas pelas radiografias e ressonâncias realizadas.

O veto à participação de Alonso no Bahrein pegou a McLaren de surpresa. Tanto, que o reserva da equipe, Stoffel Vandoorne, estava testando no Japão e foi chamado às pressas, chegando a Manama poucas horas antes do início das primeiras sessões de treinos livres. O belga, contudo, que fazia sua estreia na F-1, foi bem: classificou-se à frente do companheiro Jenson Button no grid e chegou em décimo lugar, sendo o primeiro estreante reserva a pontuar desde Sebastian Vettel, em 2007.

Do lado de Alonso, especialmente na última semana, o espanhol vinha fazendo questão de mostrar que estava de volta aos treinamentos, como forma de convencer os médicos de que estava apto a correr. Por meio das redes sociais, o piloto apareceu fazendo exercícios com elásticos e na bicicleta estacionária, além de jogar tênis de mesa e golfe.

O GP do Bahrein foi o segundo perdido por Alonso em pouco mais de dois anos. Em 2015, o espanhol ficou de fora do GP da Austrália após sofrer uma concussão cerebral em uma batida ocorrida ainda nos testes de pré-temporada.

O GP da China terá largada às 3h da madrugada de domingo, pelo horário de Brasília. A classificação será às 4h do sábado. Os treinos livres começam já nesta quinta-feira, às 23h.

Fórmula 1