Topo

Esporte


Mulher morre após levar bolada a 150km/h em jogo de beisebol

Dodger Stadium  - Kevork Djansezian/Getty Images/AFP
Dodger Stadium Imagem: Kevork Djansezian/Getty Images/AFP

do UOL, em São Paulo

05/02/2019 09h48

Uma mulher de 79 anos morreu após ser atingida na cabeça por uma bola de beisebol durante a partida entre Los Angeles Dodgers e San Diego Padres, pela MLB. De acordo com a ESPN dos Estados Unidos, a vítima, identificada como Linda Goldbloom, estava no Dodger Stadium, em Los Angeles, celebrando o 59º aniversário de casamento. O caso aconteceu em agosto de 2018, mas só veio à tona na noite desta segunda-feira (4).

O lance aconteceu quando o outfielder do Padres Franmil Reyes rebateu uma foul ball (rebatida invalida) em direção à arquibancada. A bola atingiu quase 150km/h e foi direto na cabeça da idosa, que foi levada imediatamente para o hospital. 

"Por três dias, Goldbloom ficou paralisada, exceto quando a enfermeira a viu mexer um dedo quando questionada sobre o próprio nome. Ela nunca abriu os olhos e precisou de aparelhos para continuar respirando", afirmou o médico legista. 

No dia 28 de agosto, a família decidiu se despedir da idosa e desligar as máquinas uma vez que ela não conseguiria mais reverter o caso.

Leia também:

O legista afirmou que a causa da morte foi uma hemorragia no crânio. Os Dodgers trataram o caso diretamente com a família Goldbloom e não tornaram o caso público. 

Os times da MLB decidiram aumentar as redes de segurança desde que uma garota foi atingida na cabeça da mesma forma em 2017, só que no Yankee Stadium, em Nova York. Mesmo assim, é possível que a bola acerte algum torcedor que esteja fora do limite de proteção. 

Mais Esporte