PUBLICIDADE
Topo

Banido de autódromo, Razuk revolta vizinhos com aceleradas em vias públicas

Razuk teve uso de autódromo negado e continua acelerando nas ruas; vizinhos o acusam de racha - Reprodução
Razuk teve uso de autódromo negado e continua acelerando nas ruas; vizinhos o acusam de racha
Imagem: Reprodução

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/08/2020 04h00

O youtuber Eduardo Rezende da Silva, o Eduardo Razuk, virou mais uma vez pivô de polêmica nas ruas de Campo Grande (MS). Impedido de guiar no autódromo da cidade, o influenciador voltou a acelerar em alta velocidade em vias públicas e tem provocado a ira de seus vizinhos.

Dono do canal Backstage no YouTube, Razuk havia sido denunciado anteriormente por dirigir em alta velocidade e chegou a afirmar em seus vídeos que não poderia mais guiar desta maneira, prometendo produzir material com sua frota de carrões no autódromo da capital sul-matogrossense, onde mora.

Os planos de usar o Autódromo Internacional de Campo Grande para "testar" os veículos, porém, não deram certo.

Por conta do histórico de participação em rachas e desrespeito às leis de trânsito, noticiadas por UOL Carros, a direção do estabelecimento não permitiu que ele alugasse a pista.

Há aproximadamente um mês, Razuk foi banido "definitivamente" do autódromo, após gravar no local, sem autorização, vídeo andando de carona em uma Fiat Strada com o cinto de segurança desafivelado e pessoas na caçamba.

Razuk autódromo - Reprodução - Reprodução
Sem autorização, Razuk andou de carona em autódromo com pessoas na caçamba de picape
Imagem: Reprodução

"Dentro do autódromo, temos regras de segurança e de contenção de riscos da covid-19. Ele nos culpa por existirem rachas nas ruas porque o autódromo não abre para ele dia e noite com preços de picolé", diz Leandro Moura, proprietário do espaço. A diária para alugar a pista por meio período é de R$ 200.

"Dirigir sem cinto na pista, andar com pessoas na carroceria, causar aglomeração sem máscara e ficar em lugar de risco nos testes de velocidade são apenas alguns exemplos do que o Razuk fez. Se você assistir o vídeo que ele postou, existem muito mais", conta Moura.

140 km/h em anel viário

Razuk anel viário 141 km/h Strada - Reprodução - Reprodução
Razuk dirige a 141 km/h durante teste de aceleração em via pública limitada a 80 km/h
Imagem: Reprodução

Sem poder gravar em pista fechada, o youtuber voltou a postar vídeos no canal Backstage pisando fundo em ruas, avenidas e rodovias. Há registro de gravações em um local conhecido como Porto Seco, que Razuk deixou de utilizar após denúncia de UOL Carros, e em vias de Campo Grande e de outras cidades.

Em um deles, publicado nesta semana, ele testa a aceleração de zero a 100 km/h do seu BMW 118i em um trecho do anel viário de Campo Grande, alegando que a estrada está interditada e não tem trânsito.

Em dado momento, ele atinge 140 km/h, enquanto em outro trecho passa a cerca de 120 km/h por uma Fiat Strada no sentido contrário. O limite no trecho é de 80 km/h.

Em outro vídeo recente, ele chega a 220 km/h em uma rodovia próxima da capital com o mesmo carro.

Razuk Mustang 102 km/h - Reprodução - Reprodução
Eduardo Razuk deixa vendedor desconfortável ao testar arrancada de Mustang em via movimentada
Imagem: Reprodução

Há cerca de uma semana, Razuk postou o test-drive do Ford Mustang Black Shadow de uma concessionária de São José do Rio Preto (SP). No vídeo, ele dirige o cupê a mais de 100 km/h em plena cidade, de dia e com trânsito, para testar os modos de condução do esportivo - em uma avenida com limite de 60 km/h. Ele chega a cantar pneu, com o vendedor sentado no banco do passageiro.

Vizinhos na bronca

As aceleradas têm revoltado seus vizinhos do bairro Vila Nascente, que acusam o youtuber de realizar rachas e conduzir de maneira perigosa nos arredores de onde mora. Razuk nega as acusações e afirma que os moradores da região não têm provas concretas contra ele (veja abaixo).

Conversamos com alguns moradores, que pediram anonimato, alegando temor de represálias e perseguições dos milhares de seguidores do Backstage - canal que ontem somava mais de 580 mil inscritos.

Uma mulher que reside próxima ao escritório de Razuk, no bairro Carandá Bosque, filmou no dia 29 de julho um racha entre um BMW 118i e um Volkswagen Up prata. As placas dos veículos não são identificadas na filmagem enviada ao UOL Carros, mas as rodas personalizadas e outros detalhes remetem aos modelos de Razuk e de seu companheiro Lucas Montelo.

"Durante esse racha, que consegui registrar pelas câmeras de segurança da minha residência, eu estava com meu filho pequeno na calçada. Também fiz imagens com o celular. Quando o motorista do Up percebeu (que ela afirma ser Montelo), ele deu a volta com o carro e me chamou. Como eu e meu filho estávamos sozinhos, decidi entrar e fechar a porta", relata.

VW Up Lucas Montelo Racha QAV 8F24 - Reprodução - Reprodução
Vídeo flagra Up após racha; últimos 3 caracteres são os mesmos da placa do VW de companheiro de Razuk
Imagem: Reprodução

Montelo já não tem mais esse carro, que foi sorteado e entregue pessoalmente na terça passada ao respectivo ganhador em Brasília (DF). Razuk acompanhou a entrega, que foi registrada em vídeo publicado no Backstage,

Há aproximadamente dois meses, Razuk testou em alta velocidade um Audi e-tron de concessionária em vias da Vila Nascente, feito registrado no canal Backstage, e assustou outra vizinha.

"Tenho um filho de quatro anos que estava aprendendo a andar de bicicleta. Acha que hoje eu fico na rua com ele? Onde todos os dias sentei ali na frente... Moro aqui há mais de cinco anos, e meu marido há 20. Isso aqui era tranquilo nessa questão", afirma a moradora, que identificou o Audi em vídeo postado pelo próprio Razuk.

A revolta dos moradores teria levado a um incidente mais grave. Segundo apurou a reportagem, Eduardo e Lucas registraram boletim de ocorrência contra um dos vizinhos, que teria ameaçado os influenciadores com um revólver no escritório do Backstage - algo que o acusado nega.

'Não tem como provar racha', diz Razuk

Entramos em contato com Eduardo Razuk, que rebateu as acusações de participar de rachas. O youtuber alega que nenhuma das filmagens dos moradores da região identifica os veículos em questão. Vale destacar os vídeos enviados pelos vizinhos à reportagem não mostram claramente a placa dos carros, apesar de detalhes indicarem grande semelhança aos modelos de propriedade do influenciador e do seu companheiro.

"Quanto aos vizinhos que teriam imagens minhas acelerando na rua, pede para mostrarem. BMW azul tem um monte em Campo Grande. Eles não têm nenhuma imagem da placa. Pode procurar que você não vai achar. Existem boatos surgindo, mas ninguém provou isso aí", alega o youtuber.

Sobre a condução em alta velocidade no anel viário de Campo Grande, o youtuber afirma que ter gravado com a BMW em um trecho interditado.

"Tem até uma placa falando que automóvel não pode passar ali. Não havia terceiros ao redor. Pode até ser que eu tenha feito algo ilegal, por andar em um trecho que ainda não está pronto. Mas antes isso do que acelerar no meio da rua", afirmou Razuk. Em contato com a reportagem, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que o local é considerado via pública e sujeito à fiscalização.