Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

5 restaurantes gregos em SP para comer pratos típicos

Ilios_Espetos Gregos_Cozinha Grega em São Paulo_Facebook - Reprodução/Facebook
Ilios_Espetos Gregos_Cozinha Grega em São Paulo_Facebook Imagem: Reprodução/Facebook

Isabela Marinho

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

12/08/2019 17h00

O berço da civilização ocidental inspirou o mundo por meio das ideias de seus filósofos, dos Jogos Olímpicos, da literatura, da ciência política da origem da democracia e também pela mitologia. Mas não é só pela história e herança cultural que a Grécia é admirada. Suas famosas ilhas, sua arquitetura particular e sua culinária também se tornaram referência no restante do ocidente.

Veja também:

De cheddar a abacate: um roteiro por 'dogões' diferentes em São Paulo
8 lugares veganos em São Paulo para você conhecer
7 endereços paulistanos para beber e levar o pet!

Tipicamente mediterrânea e com muitas saladas, cores e temperos, a gastronomia grega inclui muitos frutos do mar, mas também se vale de maneiras criativas de servir vegetais, caso da tradicional mussaka - cuja berinjela é a estrela principal tanto na opção tradicional quanto na vegetariana - e da salada grega. O Urban Taste listou cinco restaurantes gregos em São Paulo que proporcionam algumas horas em contato com esses sabores. Confira!

Myk

Abreviação da ilha mais frequentada da Grécia, Mykonos, o Myk oferece aos clientes comidas gregas mediterrâneas tradicionais e contemporâneas. Assinado pela chef Mariana Camargo Fonseca, o cardápio é composto de entradas como o Mini-gyro - pão pita, tomate, pepino, tzatziki, cordeiro e páprica (R$ 66, serve 2 pessoas) e o Louza - linguiça feita na casa (R$ 46 para 2 pessoas); e pratos clássicos como as mussakas tradicional - berinjela, batata, ragu de cordeiro e bechamel (R$ 66) e vegetariana - berinjela, batata, abobrinha, espinafre, cogumelo, tomate e bechamel (R$ 44). Dentre as diferentes opções disponíveis, destaque para a inusitada combinação de melancia com queijo feta - que inclui vieiras, linguiça e brotos (R$ 64, serve 2 pessoas).

Vai lá:
Rua Peixoto Gomide, 1972, Jardins
Segunda a quarta, das 19h à 0h.
Quinta, das 18h à 0h.
Sexta e sábado, das 12h à 1h.
Domingo, das 12h às 18h.
Mais informações pelo Instagram do Myk.

Kouzina

Também comandado pela chef Mariana Camargo Fonseca, o Kousina conta com três unidades diferentes na capital, todas elas com uma ambientação charmosa que te leva por algumas horas para as tradicionais casas da Grécia. Entre as delícias do cardápio, estão os mais diferentes feijão gigante com tomate (R$16); berinjela assada com azeitonas kalamatas, trigo, passas e iogurte (R$ 38); keftedes (bolinha de carne cozida, R$ 24); a salada que leva o nome da casa (verdes, maçã, pistache, damasco, presunto cru e queijo manouri, R$ 33) e a salada Cidade Jardim (folhas verdes, uva e aspargos no iogurte e queijo de cabra quente com nozes, R$ 48). Para quem está a fim de comer algo já conhecido, a casa oferece pescado grelhado (R$ 42) e porção de camarão frito (R$ 28). A sugestão de sobremesa é a tradicional baklava (R$ 28).

Vai lá:
Jardins
Alameda Lorena esquina com a Rua Peixoto Gomide, 1710
Telefone: (11) 2935-0888
Diariamente, das 12h à 0h.
Mais informações pelo Instagram do Kouzina.

Pinheiros
Rua Francisco Leitão, 57
Telefone: (11) 3063-5959
Diariamente, das 12h às 23h.

Shopping Cidade Jardim
Avenida Magalhães de Castro, 12000
Telefone: (11) 3198-9413
Diariamente, das 12h à 0h.

Gioconda Heleniká

Comandada pela chef grega Helena Dimitrios Roditis, a pizzaria Gioconda Heleniká costuma ficar lotada na hora do almoço pelos frequentadores da Berrini. O motivo é o rodízio (R$ 49,90, apenas na hora do almoço) com mais de 60 sabores de pizza elaboradas com massa grega. A chef herdou a receita da família, proprietária de uma pizzaria na ilha de Rodhes com mais de 85 anos de existência. Dentre os sabores mais inusitados, destaque para a Creta -- mussarela, filés de anchovas, cebolas e tomates picados salpicados com parmesão e azeitonas pretas e a Naxos -- presunto picado, pedaços de abacaxi cobertos de mussarela salpicada e parmesão). Para a sobremesa, as sugestões são o Creme de Papaya -- sorvete de creme batido com mamão e licor de cassis (R$ 18) e a Gioconda -- 3 bolas de sorvete com farofa, mini suspiros e calda de chocolate (R$ 30).

Vai lá:
Rua Guararapes, 1882, Itaim Bibi
Segunda a quinta, das 12h às 14h30 e das 18h30 às 23h30.
Sexta, das 12h às 14h30 e das 18h30 à 1h30.
Sábado, das 18h30 à 1h30.
Mais informações pelo Instagram do Gioconda Heleniká.

Acrópolis

Com alma e decoração de boteco, mas com algumas referências ao estilo da arquitetura grega, o Acrópolis pode não parecer um restaurante requintado como as primeiras opções desta lista, mas a sua comida e história não deixam nada a desejar. Localizado no coração do Bom Retiro, o tradicional grego pertencia a Thrassyvoulos Georgios Petrakis desde 1959, o seu Trasso, que morreu em julho deste ano. Ele costumava ser a estrela do ambiente: tirava foto com os clientes e era uma figura que compunha o ato de ir ao Acrópolis. Seu Trasso se foi, mas a comida segue deliciosa. Na casa, o cliente vai até a cozinha, escolhe o que quer comer e é servido. Dentre as iguarias do restaurante, o ensopado de polvo (R$ 78), a lula recheada com risoto de frutos do mar (R$ 78) e a vitela (R$ 46) fazem bastante sucesso. Além de almoço e jantar, o Acrópolis abre às 7h e serve café da manhã. Entre as opções estão salgados brasileiros e folhados gregos.

Vai lá:
Rua da Graça, 364 - Bom Retiro
Diariamente, das 7h30 às 20h.
Mais informações pelo Instagram do Restaurante Acrópolis.

Athenas

Com quatro estabelecimentos localizados entre a Rua Augusta e a Antonio Carlos, o Athenas conta com um público fiel, chegando a atender 2 mil pessoas por dia. Quem passa na frente das casas, sabe: as calçadas estão sempre lotadas e os moderninhos do Baixo Augusta aproveitam para flertar enquanto aguardam uma mesa. É um dos preferidos do público LGBTQ+, inclusive.

O dono Nikolaos Loukopoulos, engenheiro elétrico natural de Patras, na Grécia, veio para o Brasil em 1992 e começou a carreira gastronômica no ano seguinte, oferecendo comida a quilo no número 460 da Rua Antônio Carlos. Desde então, abriu mais três unidades. O "Athenas To Go", caçula da família, oferece comidinhas para levar, além de sanduíches e outros itens para comer lá mesmo. A fórmula de sucesso do empreendimento se baseia em oferecer comida trivial - grega ou com influências - a preços competitivos.

Além da tradicional Moussaká, também em versão vegetariana (R$35 em ambas as versões), experimente um Souvlaki de Kafta - espetos de carne moída com ervas frescas e especiarias grelhados no char broiler e servidos com Tzatziki (molho de iogurte grego, pepino e alho), salada de tomate e cebola, pão pita da casa e fritas (R$29). Se você é daqueles que gostam de sabores marcantes peça a Salada Mediterrânea - folhas verdes, gorgonzola, figo seco, laranja e castanha-do-pará (R$29) - ou o Cós Steak - fraldinha grelhada no char broiler e fatiada na hora, molho de mostarda, cebolas caramelizadas e rúcula, servidos na ciabatta, baguete ou pão integral com fritas (R$28). Caso você vá de manhã, o Especial Athenas é te dá direito a bagel tostado, ovos mexidos, bacon, presunto, mussarela, queijo prato, peito de peru, mamão, iogurte, mel, biscoito Me Zelé e expresso duplo ou média (R$22, servido até meio dia). Para a sobremesa, uma boa pedida é o Galaktobureko - doce grego com massa phylo crocante, creme de semolina e calda de açúcar (R$13), ou um tradicional Brownie com calda de chocolate quente e sorvete de creme (R$16).

Vai lá:
Athenas Augusta
Rua Augusta, 1449, Jardins
Diariamente, das 7h às 2h30.
Mais informações pelo site do Athenas Bar e Restaurante.

Athenas 303
Rua Antonio Carlos, 303, Consolação
Segunda a sexta, das 11h30 às 15h30
Sábado, domingo e feriados, das 12h às 16h.

Athenas 460
Rua Antonio Carlos, 460, Consolação
De segunda a sexta, das 11h30 às 15h.

Athenas To Go
Rua Antonio Carlos, 334, Consolação
Diariamente, das 7h à 1h.

Mais Cultura e lazer