PUBLICIDADE
Topo

Raul, portador de ELA, se comunica com aparelho especial

20/12/2019 22h11

Raul Horianski, 54 anos, convive com batalhas diárias há quase três anos. Em abril de 2017, foi diagnosticado com ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica), uma doença que tem como alvo de sua ação o sistema nervoso. Nesta guerra particular, os soldados que disputam a trincheira são as suas próprias células nervosas.

Hoje, Raul movimenta apenas os olhos e levemente os músculos da face. Mas nem por isso deixou de ter uma vida conectada. Ele navega na internet, assiste aos seus seriados favoritos, acessa o Facebook, conversa no WhatsApp e até um livro ele já escreveu. Tudo com ajuda da tecnologia.