PUBLICIDADE
Topo

Ao menos 17 santuários são descobertos ao redor de Stonehenge

Os dados obtidos a partir de levantamentos do estudo do campo magnético revelaram impressões no solo deixadas por monumentos pré-históricos ao redor de Stonehenge. Alguns dos monumentos menores tinham design circular semelhante ao do Stonehenge - Mario Wallner/ LBI ArchPro
Os dados obtidos a partir de levantamentos do estudo do campo magnético revelaram impressões no solo deixadas por monumentos pré-históricos ao redor de Stonehenge. Alguns dos monumentos menores tinham design circular semelhante ao do Stonehenge Imagem: Mario Wallner/ LBI ArchPro

Do UOL, em São Paulo

10/09/2014 14h04

O Stonehenge não está sozinho. De acordo com cientistas, sinais de pelo menos 17 santuários neolíticos foram descobertos ao seu redor.

O alinhamento megalítico localizado na planície de Salisbury, no sul da Inglaterra, foi levantado cerca de cinco mil anos atrás e mesmo sendo um dos recursos arqueológicos mais estudado por arqueólogos de todo o mundo, ainda esconde mistérios. Após quatro anos de estudos na paisagem em torno ao Stonehenge, pesquisadores descobriram sinais de santuários neolíticos até então desconhecidos, usando técnicas não-invasivas como radares de penetração do solo.

Com a descoberta, arqueólogos acreditam que o alinhamento faz parte de uma construção ainda mais complexa e que a utilidade do local pode estar mais próxima de ser desvendada. Os estudiosos não sabem ao certo porque o Stonehenge foi construído, uma vez que seus construtores não deixaram registros. A ruína, que se alinha ao sol durante os solstícios, permanece como um feito impressionante da engenharia pré-histórica. As pedras chegam aos cinco metros de altura, podem pesar 25 toneladas e acredita-se que foram arrastadas por mais de 20 quilômetros até chegarem a formação que é conhecida atualmente.

Nos 17 santuários encontrados na área, a equipe de pesquisa notou impressões subterrâneas de madeiras, pedras e valas soterradas, que chegam aos quatro metros de profundidade. Imagens criadas com as ferramentas de prospecção geofísica, mostraram que alguns dos monumentos têm o desenho de circular idêntico ao Stonehenge.

Investigando as proximidades do Cursus, um imenso recinto pré-histórico ao norte de Stonehenge, os arqueólogos encontraram dois grandes buracos alinhados com o monumento, que estão relacionados com a posição do nascer e pôr do sol.

A equipe levará cerca de um ano para processar todos os dados recolhidos e começar a decidir quais os recursos para escavação serão usados. Outros estudos continuaram para ajudar a revelar a idade dos santuários e poços e tentar desvendar o mistério pré-histórico.