PUBLICIDADE
Topo

Spas que oferecem aromaterapia podem ter nível elevado de poluente no ar, diz estudo

Do UOL Ciência e Saúde

20/10/2011 15h39

Spas que oferecem massagens com óleos essenciais da aromaterapia podem ter níveis elevados de poluentes no ar, mostra estudo de pesquisadores de Taiwan e publicado no jornal Environmental Engineering Science.

Os óleos essenciais, derivados de plantas, podem liberar compostos orgânicos voláteis (COVs). Esses COVs reagem com o ozônio presente no ar, produzindo partículas ultrafinas chamadas de aerossóis orgânicos secundários (AOS), que podem causar irritação nos olhos e nas vias respiratórias.

A equipe, liderada por Der-Jen Hsu, da Universidade de Kaohsiung, testou óleos essenciais e fragrâncias produzidas a partir de ervas chinesas e analisou amostras de ar em spas que oferecem massagens com aromaterapia.

Os autores concluíram que a qualidade do ar dos spas é alterada pelos aerossóis, já que a estrutura de ventilação desses estabelecimentos não permite que eles se dissipem.

Para o cientista Domenico Grasso, da Universidade de Vermont, a equipe fez um bom trabalho por chamar a atenção para um risco quase sempre ignorado por ambientes de luxo focados em bem-estar.

O estudo "Characteristics of Air Pollutants and Assessment of Potential Exposure in Spa Centers During Aromatherapy" pode ser obtido em inglês no site www.liebertpub.com/ees.