PUBLICIDADE
Topo

Metas glicêmicas do diabético

Ceres Prado<br>Do UOL Ciência e Saúde

Em São Paulo

27/06/2011 00h00

As metas glicêmicas são uma parte fundamental do tratamento do diabetes e se referem aos valores máximos que a glicemia deve atingir em cada situação.

A glicemia é medida através da análise de uma gota de sangue da ponta do dedo. Os aparelhos para este tipo de medição são portáteis, e é importante que o diabético tenha sempre um aparelho com ele para fazer o monitoramento da glicemia. A glicemia de jejum considerada normal é 100 mg/dl, até 126 mg/dl ela está alterada e acima de 126mg/dl há o diagnóstico de diabetes.

As metas glicêmicas procuram manter a glicemia do diabético o mais próximo possível da de uma pessoa saudável com a menor quantidade de hipoglicemias possível (as hipoglicemias ocorrem como consequência do tratamento insulínico e de alguns medicamentos orais, o tratamento deve ser planejado para minimizar esse efeito colateral) (saiba reconhecer a hipoglicemia)

Veja o tratamento de diabetes tipo 1 e tipo 2

No Brasil, assim como nos EUA, a medição da glicemia é feita pela medida mg/dl (miligramas por decilitro), mas há um outro tipo de medida utilizado em grande parte do mundo que é considerado o padrão internacional, mmol/l (milimol/l). Ao sair do país é importante prestar atenção na unidade de medida ao comprar tiras de medição, pois os aparelhos brasileiros só utilizam tiras de medição com a medida de mg/dl.

Além da medição de glicose sanguínea no exame de ponta de dedo, os diabéticos podem acompanhar como está o tratamento pelo exame chamado hemoglobina glicada (A1c), que oferece uma média da glicemia dos últimos dois ou três meses.

Como a hemoglobina se liga a glicose e não se solta, o exame mede qual a porcentagem de hemoglobina ligada à glicose, o que dá uma ideia de quanta glicose havia no sangue no período de vida da hemoglobina, aproximadamente três meses. Geralmente o exame de hemoglobina glicada é feito em laboratório a cada três meses junto com a glicemia de jejum e outros exames de rotina, mas existem aparelhos portáteis que fazem exames de A1c que ainda não são muito comuns.

As medições de glicemia mais comuns são: jejum, antes de comer, duas horas depois de comer. As metas de glicemia e hemoglobina glicada devem ser estipuladas pelo médico pela análise das características individuais.

Idosos e crianças possuem metas mais altas, pois o tratamento rígido pode causar hipoglicemias (queda na glicose sanguínea), que pode colocar os idosos em risco e comprometer o desenvolvimento das crianças que precisam de glicose nas células para o seu crescimento e desenvolvimento. Além disso, crianças pequenas tem dificuldade de reconhecer os sintomas de hipoglicemia no início, correndo maiores riscos de ter hipoglicemias graves. Já em adultos, é possível buscar um controle mais próximo do encontrado nas pessoas sem diabetes.

Em geral, as metas são:

Adultos
Hemoglobina glicada: menor do que 7
Glicemia de jejum: maior do que 70mg/dl e menor do que 110 mg/dl
Glicemia antes de comer (pré-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 110 mg/dl
Glicemia duas horas depois de comer (pós-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 140 mg/dl

Crianças de 0 a 6 anos
Hemoglobina glicada: entre 7,5 e 8,5
Glicemia de jejum: maior do que 70mg/dl e menor do que 130mg/dl
Glicemia antes de comer (pré-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 130 mg/dl
Glicemia duas horas depois de comer (pós-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 180 mg/dl

Crianças de 7 a 12 anos
Hemoglobina glicada: menor do que 8
Glicemia de jejum: maior do que 70mg/dl e menor do que 130mg/dl
Glicemia antes de comer (pré-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 130 mg/dl
Glicemia duas horas depois de comer (pós-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 180 mg/dl

Adolescentes de 13 a 19 anos
Hemoglobina glicada: menor do que 7,5
Glicemia de jejum: maior do que 70mg/dl e menor do que 130mg/dl
Glicemia antes de comer (pré-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 130 mg/dl
Glicemia duas horas depois de comer (pós-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 180 mg/dl

Idosos
Hemoglobina glicada: menor do que 8
Glicemia de jejum: maior do que 70mg/dl e menor do que 130mg/dl
Glicemia antes de comer (pré-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 130 mg/dl
Glicemia duas horas depois de comer (pós-prandial): maior do que 70mg/dl e menor do que 180 mg/dl

Dados fornecidos pela endocrinologista Denise Reis Franco, diretora da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ)