PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 13 o número de mortos por terremotos na Indonésia

29/07/2018 08h00

(Atualiza o número de mortos e acrescenta informações).

Jacarta, 29 jul (EFE).- Pelo menos 13 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas depois que um terremoto de magnitude 6,4 e suas réplicas sacudiram neste domingo a ilha turística de Lombok, na Indonésia, onde centenas de edifícios ruíram.

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, na sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho, também informou que mais de 500 pessoas tiveram suas vidas afetadas pelo sismo.

O oficial evitou detalhar em sua última mensagem publicada nas redes sociais quantas pessoas estão sendo tratadas por lesões, após ter cifrado em 40 o número de feridos em relatórios anteriores.

Sutopo assinalou que as autoridades ainda estão recolhendo informações, por isso o balanço final de vítimas ainda pode aumentar.

Dez pessoas, uma delas de nacionalidade malaia e as outras indonésias, morreram na região leste de Lombok, enquanto as três mortes restantes ocorreram na parte sul da ilha.

O terremoto de magnitude 6,4 foi sentido por cerca de dez segundos em Lombok, causando pânico entre os moradores, que abandonaram seus lares no começo da manhã.

O terremoto, que até o momento teve 124 réplicas, afetou também as ilhas vizinhas de Bali, a oeste de Lombok e principal destino turístico do país, e Sumbawa, a leste do hipocentro e onde alguns edifícios desabaram.

A chefe da Agência de Meteorologia, Climatologia e Geofísica, Dwikorita Karnawati, pediu à população em um comunicado que continue alerta por causa das réplicas, mesmo após a intensidade das mesmas ter diminuído.

A porta-voz da Cruz Vermelha em Lombok, Aulia Arriani, disse à Agência Efe que as pessoas "estão com medo e permanecem na parte externa" das edificações, e acrescentou que sua organização enviará cobertores, lonas impermeáveis, sacos de dormir e pacotes de ajuda para as famílias atingidas.

Sutopo indicou que o acesso ao vulcão ativo Rinjani, uma das atrações turísticas de Lombok, foi fechado devido aos deslizamentos de terra.

A Indonésia está localizada sobre o chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma área de grande atividade sísmica e vulcânica que é sacudida todos os anos por cerca de 7 mil tremores, a maioria deles moderados.