PUBLICIDADE
Topo

Endeavour chega a Houston em sua viagem final

Endeavour, de carona no avião 747 modificado, chega ao aeroporto de Houston, nos Estados Unidos - David J. Phillip/AP
Endeavour, de carona no avião 747 modificado, chega ao aeroporto de Houston, nos Estados Unidos Imagem: David J. Phillip/AP

Em Washington

19/09/2012 17h17

O ônibus espacial Endeavour aterrissou nesta quarta-feira (19) em Houston, acoplado a um Boeing 747, em sua viagem final com destino a um museu em Los Angeles. Milhares de pessoas na Flórida se despediram nesta manhã do Endeavour, que fez sua última viagem deixando para trás sonhos científicos realizados e empregos perdidos.

O avião 747 adaptado, o mesmo que carregou o ônibus espacial após a sua primeira missão no espaço, levantou voo às 8h22 (de Brasília) do Centro Espacial Kennedy, na Flórida. Depois de sobrevoar várias áreas do Centro Espacial, do aeroporto da Força Aérea em Cabo Canaveral e da Base Patrick, também da Força Aérea, o 747 tomou rumo a oeste e aterrisou cerca de quatro horas depois do lançamento em Houston.

Entre os que observavam os voos em Houston estava o astronauta Mark Kelly, que comandou a última missão do Endeavour rumo à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), a penúltima de todas as missões do ônibus espacial. "É algo impressionante, é preciso vê-lo", disse Kelly à televisão da Nasa. "É assombroso ver algo que pesa mais de 88 toneladas em cima de outro avião, voando".

Quando a nave se acoplou na ISS o comandante Mark Kelly cumprimentou o seu irmão gêmeo Scott Kelly, que fazia parte da tripulação da estação espacial que orbita a Terra à época. 

Na manhã de quinta-feira (20), o 747 e o Endeavour partirão de Houston. Eles farão uma escala de abastecimento no Aeroporto Biggs em El Paso (Texas) com voos de baixa altura sobre o Centro de Testes de White Sands, nas proximidades de Las Cruces (Novo México) e do Centro Dryden de Pesquisa de Voos da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), antes de aterrissar em Dryden, às 12h.

Na sexta-feira (21), o Endeavour sairá de Dryden com voos sobre o norte da Califórnia, nas proximidades do Centro Ames de Pesquisa da Nasa em Moffett Field, e sobre várias cidades como Sacramento e San Francisco. O avião fará um voo de baixa altura sobre várias áreas de Los Angeles antes de aterrissar ao redor do meio-dia (hora local).

Aposentadoria


Em 11 de outubro do ano passado, a Nasa transferiu o título e a propriedade da nave ao Centro de Ciência Espacial da Califórnia. O ônibus, que se acoplou uma vez à estação espacial russa Mir e 12 vezes à ISS, ficará exposto permanentemente no museu. 

Os ônibus espaciais americanos - dos quais três foram destruídos em acidentes que causaram a morte de 14 astronautas - foram veículos essenciais para a construção da ISS, um projeto de mais de US$ 100 bilhões e do qual participam 16 países.

Os Estados Unidos encerraram o programa dos ônibus espaciais no ano passado e agora trabalham em associação com a indústria privada para a construção de outros tipos de veículos que transportem os astronautas até as órbitas próximas da Terra.

Os ônibus espaciais foram veículos desenhados para partir em direção à órbita como foguetes e retornar a terra como planadores, com um compartimento de carga que levou milhares de peças e equipamentos à ISS, um braço robótico que ajudou na construção espacial, além de lugares para seis astronautas.

Tilt