PUBLICIDADE
Topo

Diretor da Nasa muda de ideia e agora crê nas mudanças climáticas

23/05/2018 18h52

O novo chefe da Nasa, um ex-advogado indicado por Donald Trump para conduzir a agência espacial americana, admitiu nesta quarta-feira (23) ter mudado de ideia sobre as alterações climáticas e agora acredita que os seres humanos são os principais causadores das emissões de gases de efeito estufa.

"A Avaliação Climática Nacional, que inclui a Nasa e o Departamento de Energia, e a NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica), declarou claramente que é extremamente provável que a atividade humana seja a causa dominante do aquecimento global e eu não tenho razões para duvidar da ciência resultante disso", declarou Jim Bridenstine em uma audiência do Senado.

Veja também:


Ele respondeu à primeira pergunta feita por um senador democrata, Brian Schatz, que pediu que ele confirmasse se os seres humanos de fato estavam mudando o clima.

"Sim", respondeu Bridenstine.

"É justo dizer que esta é uma evolução de seu ponto de vista?", perguntou Schatz, que é do Havaí.

"Sim", acrescentou Bridenstine.

O diretor da Nasa também confirmou que a agência espacial continuará a estudar os ciclos do carbono na Terra.

"A ciência não deve ser partidária", disse Bridenstine, um republicano que foi deputado pelo estado do Oklahoma na Câmara dos Representantes de 2013 até este ano.

"Vocês têm meu compromisso de que a Nasa continuará neste tipo de atividade", prosseguiu.

Sua indicação para chefiar a Nasa causou alarde entre os cientistas, não só por Bridenstine não ter qualquer formação científica, mas por também ter questionado em 2013 que as mudanças climáticas fossem reais, afirmando que as temperaturas haviam parado de subir há cerca de uma década.

Ele foi mantido no comando da Nasa em abril.

Bridenstine também buscou reassegurar o pessoal da agência na semana passada, afirmando que o orçamento de Trump para as ciências da Terra no ano fiscal de 2019 "é maior que os três orçamentos aprovados pelo presidente (Barack) Obama."