Galaxy A50 x Moto G7 Plus

Quem vence dentre estes modelos intermediários da Samsung e da Motorola?

Wellington Arruda Colaboração para Tilt, em São Paulo

Em 2019, Samsung e Motorola mudaram muitas coisas nas suas principais linhas de smartphones. A Galaxy J, por exemplo, foi substituída pela Galaxy A, enquanto a família Moto G começa a se tornar mais parecida em uma série de termos.

Dois destes aparelhos desta nova geração são o Galaxy A50 e o Moto G7 Plus. O A50 é um dos destaques da reformulada linha Galaxy A, que agora aposta mais em câmeras triplas, giratórias e outras invenções. Já o G7 Plus atualmente é o melhor da clássica linha intermediária da Motorola, que tem o custo-benefício como marca registrada.

Eles são bons aparelhos e bastante parecidos entre si. Mas qual você deveria comprar especificamente? Neste comparativo de Tilt você descobre qual é o mais recomendado e qual deles mais combina com você.

Estes dois smartphones trazem uma semelhança na tela: o entalhe em forma de gota. Ele não atrapalha intensamente a exibição de vídeos e filmes e garante bordas pequenas em ambos os lados.

A resolução deles é alta, bem como a distribuição de pixels por polegada. Mas, como diferencial, o Galaxy A50 traz uma tela um pouco maior e tecnologia Super Amoled, que garante que o aparelho tenha cores mais fiéis, tons escuros intensos (já que os LEDs se apagam) e brilho mais calibrado (tanto para o máximo quanto para o mínimo).

Veredito: o A50 leva esse ponto por ter uma tela maior e mais confortável. A proporção do seu display é pouca coisa mais esticada que o G7 Plus, o que o torna também um pouco mais esticado. O Super Amoled também tende a economizar um pouco mais de energia.

Tanto o G7 Plus quanto o A50 são aparelhos bem bonitos e com acabamento polido. A diferença é que o G7 Plus tem vidro na traseira e é mais espesso, mas é bastante confortável.

Já no lado do A50, a estrutura é de plástico —menos premium, mas geralmente mais resistente— e as câmeras estão em um canto mais confortável. Vale lembrar que, desses dois, o celular da Samsung é o que mais apresenta marcas de dedo na parte de trás.

Se isso não te incomoda, tudo bem. Afinal, o A50 ainda tem uma outra diferença bacana: o seu leitor de impressões digitais está só o display.

Veredito: o G7 Plus tem leitor biométrico na traseira e é mais rápido. Mas o A50 traz um aspecto mais inovador e com visual mais limpo e atraente. Além de ser mais leve, menos espesso e tão confortável quanto o rival.

Quando a gente fala sobre bateria, mesmo com dezenas de otimizações das fabricantes, tamanho ainda é documento. E, neste caso, o lado mais forte é o do A50: ele tem 1.000 mAh a mais de capacidade.

O G7 Plus, dependendo do seu uso, pode durar um dia e meio com uma única carga. O A50 também fica nessa média, porém sem a mesma preocupação de limitar o uso de um ou outro aplicativo.

Tempo de reprodução de vídeo:

Moto G7 Plus: 6h10min
Galaxy A50: 10h19min

Tempo de carregamento:

Moto G7 Plus: 51min
Galaxy A50: 1h35min

Como foram os testes:

Teste de vídeo: usamos um vídeo de 45s com resolução HD (1280 x 720 pixels) e deixamos rodando em looping dentro do Google Fotos (conexão wi-fi).

Teste de recarga: usamos os carregadores originais de cada aparelho para recarregar a bateria dos respectivos modelos.

Veredito: o Galaxy A50 ganha por oferecer mais tempo de uso. Mas você vai esperar 44 minutos extras até que que ele seja carregado por completo em relação ao G7 Plus. O bom é que os dois trazem entrada USB-C, o que garante tanto o carregamento rápido quanto uma transferência mais rápida de dados.

A Motorola trouxe câmeras de 16 MP e 5 MP, com estabilização ótica para garantir imagens menos tremidas e capturadas com mais velocidade. As fotos têm boa definição e cores vibrantes, sendo uma bela evolução em relação ao Moto G6.

Já no A50, a Samsung apela para três câmeras: 25 MP, 8 MP e 5 MP. O sensor do meio ainda captura um ângulo maior das cenas, porém com menos definição que o Galaxy S10, por exemplo. No geral, o conjunto não decepciona e só peca pela falta de estabilização ótica.

Algo que precisa ser considerado é que ambos fazem fotos medianas com o desfoque de fundo. Normalmente, o recurso tende a se enganar nos contornos com o modo retrato

Partindo para as selfies, temos uma câmera de 25 MP no A50 e uma de 16 MP no G7 Plus. Eles fazem boas fotos em ambientes bem iluminados, mas a vantagem do celular da Samsung está em entregar mais definição.

No caso do G7 Plus, os cliques ficam dentro da média para sua categoria, mas sem impressionar ou resultar em cliques melhores do que o Galaxy A50.

Ter um sensor maior faz com que o A50 também fique na frente em lugares com baixa iluminação. Nestes ambientes, o G7 Plus apresenta imagens tremidas e com baixa definição.

Aqui, as selfies feitas com o Galaxy A50 trazem mais claridade e definição. É preciso notar, também, que se o local estiver realmente com baixa luz, o software pode tentar eliminar imperfeições e borrões, causando um filtro mais agressivo na imagem final.

Veredito: nas fotografias, o Galaxy A50 oferece mais versatilidade e resultados mais bem definidos. Ele conta com um sensor de ângulo aberto e faz selfies melhores; logo, também leva este ponto. Porém, leve em consideração que o Moto G7 Plus tem estabilização ótica e pode gravar em 4K com a câmera traseira.

Este modelo da linha Moto G7 não briga, necessariamente, em especificações. O da Samsung também não, embora ambos ofereçam boa quantidade de memória interna, suporte para expansão via cartão microSD e poder de fogo para aplicativos e jogos pesados.

Em relação a isto, o A50 poderia ter a vantagem por oferecer hardware relativamente mais potente. E, falamos isto, pois em alguns momentos este modelo apresentou lentidão e travamentos com aplicativos como o do Instagram, e engasgos para abrir apps como o da câmera e jogos como "Candy Crush".

No caso do G7 Plus, o desempenho é fluido, a navegação comum em redes sociais, internet e jogos é confortável, e a experiência de uso não inclui travamentos ou engasgos no mesmo nível do A50.

Também rodamos dois aplicativos populares que medem eficiência, velocidade e poder de processamento. Aqui, é possível notar que o A50 se sai melhor na comparação com atividades e aplicativos mais exigentes.

Moto G7 Plus

AnTuTu: 117.612 pontos.

Geekbench 4: registrou 1.327 pontos considerando o desempenho médio por núcleo individual (single-core) e 4.785 pontos considerando a média de todos os núcleos (multi-core).

Galaxy A50

AnTuTu: 142.312 pontos.

Geekbench 4: registrou 1.689 pontos considerando o desempenho médio por núcleo individual (single-core) e 5.136 pontos considerando a média de todos os núcleos (multi-core).

Veredito: o A50 pode oferecer um desempenho melhor nos números, reproduzir jogos pesados e ter um uso confortável. Mas ele ainda é inconsistente, então escolhemos o G7 Plus por ter mostrado nos testes uma experiência de uso melhor, sendo um aparelho com desempenho mais firme e sem travamentos constantes. Mesmo com um processador de 2017.

No G7 Plus, a Motorola incluiu os tradicionais serviços Moto Ações e Moto Tela. Estes são atalhos e gestos para exibir notificações, abrir e alternar câmeras, abrir a lanterna, ativar comandos na tela travada do celular (como controle de música) e afins.

A câmera do celular da Motorola ainda traz alguns truques como o modo retrato e destaque de cor, que valoriza um dos tons da imagem enquanto o resto fica preto e branco. Ah, e o detector de sorrisos funciona tanto nas câmeras traseiras quanto na frontal.

No Galaxy A50, a Samsung adiciona o otimizador de cena, que usa inteligência artificial para reconhecer até 20 cenários (comida, pessoas, flores, animais, noturno) e aprimora o brilho, saturação e outras características da imagem.

Galaxy A50

Tipo de tela

Super Amoled

Tamanho de tela

6,4 polegadas (19.5:9)

Resolução de tela

2.340 x 1.080 pixels

Sistema operacional

Android 9.0 Pie

Processador

Exynos 9610 octa-core (2,3 GHz)

Memória

4 GB

Armazenamento

64 GB ou 128 GB

Câmera traseira

25 MP (f/1.7) + 8 MP (f/2.2) ultrawide + 5 MP (f/2.2) de profundidade

Câmera frontal

25 MP (f/2.0)

Resistência

sem proteção contra líquidos

Dimensões

158,5 x 74,7 x 7,7 mm

Peso

166 gramas

Bateria

4.000 mAh

Preço

R$ 1.999 (oficial) / R$ 1.230 (Shopping UOL - 20/10)

Moto G7 Plus

Tipo de tela

IPS LCD

Tamanho de tela

6,2 polegadas (19:9)

Resolução de tela

2.270 x 1.080 pixels

Sistema operacional

Android 9.0 Pie

Processador

Snapdragon 636 octa-core (1,8 GHz)

Memória

4 GB

Armazenamento

64 GB

Câmera traseira

16 MP (f/1.7) + 5 MP (f/2.2) de profundidade

Câmera frontal

12 MP (f/2.0)

Resistência

Contra respingos d?água

Dimensões

157 x 75,3 x 8,3 mm

Peso

176 gramas

Bateria

3.000 mAh

Preço

R$ 1.899 (oficial) / R$ 1.140 (Shopping UOL - 20/10)

A briga entre o G7 Plus e o A50 é boa. Eles trazem boas características, design robusto e boa usabilidade.

Além de serem dispositivos confortáveis, ambos trazem telas grandes. Mas, dentre as principais vantagens do G7, podemos destacar o carregamento mais rápido, desempenho consistente, leitor de impressão digital veloz e bateria com boa duração.

Mas, claro, este ainda é um aspecto onde o A50 se sobressai. Seu desempenho pode apresentar lentidão e alguns engasgos, mas ele fica na frente em câmeras, na sua autonomia de bateria que é prolongada, no design elegante e por trazer versatilidade na hora de fazer fotos.

No fim das contas, considerando estes aspectos, o conjunto que mais pode lhe agradar é o do A50.

Inclusive, a diferença de preços entre eles não chega a ser gritante: R$ 1.230 para o Galaxy A50 e R$ 1.140 para o Moto G7 Plus*.

* Preços consultados em 20/10/2019 no Shopping UOL

Curtiu? Compartilhe.

Topo