Topo

Facebook bloqueia contas ligadas à agência estatal de notícias russa Sputnik

17/01/2019 14h20

Por Ishita Palli e Munsif Vengattil

(Reuters) - O Facebook afirmou nesta quinta-feira que removeu centenas de contas criadas na Rússia, por entender que elas estavam envolvidas em comportamento coordenado inadequado, incluindo algumas ligadas à agência estatal de notícias Sputnik.

Em comunicado, a Sputnik classificou a decisão da rede social como política e que o Facebook censurou sete páginas do de seus escritórios de notícias em países vizinhos.

O diretor de política de cibersegurança do Facebook, Nathaniel Gleicher, disse que descobriu duas operações distintas originadas na Rússia, com uma ativa em vários países no Leste Europeu e outra específica para Ucrânia.

O Facebook informou que removeu cerca de 364 páginas e contas em países do Mar Báltico, da Ásia Central, do Cáucaso e partes da Europa, que estariam ligadas a empregados do Sputnik.

"Apesar das deturpações de identidade, descobrimos que essas páginas e contas estavam relacionadas a empregados do Sputnik", escreveu Gleicher. "Algumas das páginas frequentemente postavam sobre tópicos como sentimento anti-OTAN, protestos e movimentos anticorrupção".

O Facebook tem sido alvo de críticas nos últimos anos por sua admitida lentidão em desenvolver ferramentas para combater conteúdo extremista e operações de propaganda.

A companhia e outras redes sociais miram a interferência de estrangeiros em suas plataformas, após críticas por não fazerem o suficiente para detectar, interromper e revelar atuação russa para influenciar o resultado das eleições dos EUA em 2016.

Irã e Rússia negaram acusações de que usaram plataformas de mídia social para lançar campanhas de desinformação, mas o Facebook e o Twitter removeram 2 milhões de publicações e desativaram contas ligadas a esforços para influenciar as operações nas eleições de novembro passado.

(Por Gaurika Juneja, Ishita Chigilli Palli e Munsif Vengattil)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Tilt