Topo

Dá mesmo para usar 2 chips nos novos iPhones? Vai depender das operadoras

Novos iPhones terão suporte a dois chips: um físico e um digital - Divulgação
Novos iPhones terão suporte a dois chips: um físico e um digital Imagem: Divulgação

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

19/09/2018 04h00

Os novos iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR foram lançados com uma novidade há muito tempo aguardada: o suporte a dois chips, coisa que já existe em Androids. A diferença é que no smartphone da Apple surge um tal de eSim, um chip virtual que você configura no próprio telefone para reconhecer diferentes operadoras. Você não precisa de um chip extra para escolher qual rede quer usar. E aí ficou a dúvida: essa tecnologia funcionará no Brasil?

O único país que receberá iPhones com espaços para dois chips físicos será a China. No resto do mundo, a Apple deve adotar o novo eSim. Procurada pelo UOL Tecnologia, a companhia confirmou que no Brasil os aparelhos virão apenas com a opção do chip virtual.

Mas, ainda existe um mistério: nós, usuários, poderemos realmente contar com ele?

VEJA TAMBÉM

A Apple afirma que os novos iPhones não terão a função logo de cara, no momento do lançamento nos EUA. Ela virá numa atualização do iOS 12. E mais novidades a respeito da tecnologia no Brasil só serão divulgadas quando o aparelho chegar oficialmente por aqui.

A grande questão é que não depende da Apple fazer a tecnologia funcionar. O suporte ao novo recurso depende das operadoras que operam em cada país -- até agora, apenas pouquíssimas operadoras de dez países diferentes já têm suporte ao recurso.

O que dizem as operadoras do Brasil

Muitos usuários temem que as operadoras boicotem um recurso que deixa mais fácil a troca de serviço. Mas, questionada pela reportagem, duas das grandes companhias responderam que já trabalham para se adaptar à tecnologia.

A Vivo, por exemplo, disse que "é guiada pela constante inovação e alta qualidade dos seus serviços e já está trabalhando para oferecer a funcionalidade do eSIM para seus clientes".

E a Claro respondeu que foi a primeira a ativar a tecnologia eSim no Brasil e que é a única habilitada pela Apple a oferecer conectividade via rede celular para o Apple Watch Series 3, que permite usar dados móveis e mesmo número de celular sem um chip no relógio. Agora, espera o lançamento dos iPhones no Brasil para comentar a possibilidade de expandir o uso para os aparelhos: "O suporte à nova tecnologia soma-se aos investimentos que a Claro vem fazendo na sua rede".

Já a Tim afirmou que os novos iPhones funcionarão com o tradicional SIMCard 4G da companhia, mas não garantiu o eSim. "Ainda não temos informações a respeito", respondeu. A Nextel  e a Oi não quiseram comentar.

O que é o eSim e como ele funcionará?

A tecnologia do eSim dispensa o uso de dois chips físicos em um mesmo aparelho, sendo assim poupa aquele trabalho de tirar a bandeja do chip para colocar um novo. Nos novos modelos da Apple, o usuário pode ter um chip físico e outro virtual.

Será possível escolher qual número fazer ligação com dois chips no iPhone - Divulgação
Será possível escolher qual número fazer ligação com dois chips no iPhone
Imagem: Divulgação

Depois do evento de lançamento, a Apple explicou como ele funcionará na prática.

Para usar duas operadoras, o seu iPhone terá que ser desbloqueado, caso contrário os dois planos terão que ser da mesma operadora.

Para configurar, o dono do iPhone terá de ir em "Ajustes", depois em "Celular" e escolher uma nova opção: "Adicionar plano de celular". O mais legal é que você só vai precisar escanear um código QR para ativar o eSim. 

Dá para adicionar o chip digital de duas maneiras: manualmente ou por meio do aplicativo da operadora de celular.

Usuário poderá escolher que número usar para cada função do iPhone - Divulgação
Usuário poderá escolher que número usar para cada função do iPhone
Imagem: Divulgação

Segundo a Apple, é possível ter mais de um eSim no iPhone, mas só será possível usar um de cada vez --você terá que alternar entre um e outro por meio dos ajustes do smartphone.

O usuário pode ainda colocar rótulos para cada número (principal, secundário, pessoal, trabalho, viagem, etc), escolher um número padrão para ligações, mensagens e FaceTime e deixar um número específico para cada contato da sua agenda. 

E mais: dá para escolher um número para usar em ligações e outro para dados móveis.

Para facilitar as ações, vai surgir um novo ícone no topo do teclado que você usa para fazer ligações.

A Apple publicou guia em seu site explicando.

Por enquanto, vale ser realista: só 14 operadoras de 10 países suportam o eSim. Quanto tempo será que vai demorar para as nossas empresas oferecerem o recurso?

Um iPhonão desse, bicho! Com iPhone XS Max, a Apple se rendeu à telona

Relembre a evolução
 

Veja errata

Mais Tilt