PUBLICIDADE
Topo

Com metal e pulseira de couro, relógio LG Watch Urban tem cara de analógico

LG Watch Urbane tem processador Qualcomm de 1,2 GHz, Android Wear, tela de 1,3 polegada, 4 GB de memória para armazenamento e  512 MB de memória RAM - Guilherme Tagiaroli/UOL
LG Watch Urbane tem processador Qualcomm de 1,2 GHz, Android Wear, tela de 1,3 polegada, 4 GB de memória para armazenamento e 512 MB de memória RAM Imagem: Guilherme Tagiaroli/UOL

Guilherme Tagiaroli

Do UOL*, em Barcelona

02/03/2015 18h32Atualizada em 10/03/2015 17h13

Uma das primeiras a lançar um dispositivo da categoria, a LG mostrou no Mobile World Congress --o mais importante evento de telefonia móvel no mundo, realizado em Barcelona (Espanha)-- o modelo Watch Urbane, que passa longe de parecer um item tecnológico. Apesar da apresentação, a companhia ainda não deu previsão de preço e nem quando chegará ao mercado.

O grande diferencial do aparelho é o acabamento em metal e a pulseira clássica de couro. Essas características fazem com que o smartwatch se passe tranquilamente por um relógio convencional. Para isso, basta a pessoa adotar uma "cara" similar, já que é possível personalizar o visor que aparece no relógio.

Durante o teste da reportagem, o Watch Urbane se saiu bem. Seu processador Qualcomm Snapdron 1, 2 GHz realizou bem os comandos de voz executados durante visita ao estande da empresa sul-coreana. Foi possível, por exemplo, responder e verificar mensagens do WhatsApp diretamente do relógio.

Nele também foi possível pedir direções, medir os batimentos cardíacos, a quantidade de passos dada e controlar a câmera do smartphone conectado a ele.  O legal dessa função é que o disparo pode ser feito pelo relógio, onde também é possível ver o enquadramento da imagem, apesar da tela do Watch Urbane ser pequena.

*O jornalista viajou a convite da Samsung.