Topo

Com Tinder, iniciativa brasileira procura lares para cães abandonados

Toby, do Match Dog, aguarda adoção - Divulgação
Toby, do Match Dog, aguarda adoção Imagem: Divulgação

Flávio Carneiro

Do UOL, em São Paulo

15/08/2014 06h00

O Tinder é um aplicativo para as pessoas buscarem paqueras. Mas o projeto brasileiro Match Dog achou outra utilidade para o serviço: encontrar donos para cães abandonados.  A iniciativa mantém também uma página no Facebook, em que é possível ver alguns cães.

Em parceria com ONGs que oferecem animais para adoção, a iniciativa cria perfis de cachorros no aplicativo de paquera e aguarda que eles sejam “curtidos” pelos internautas.

As páginas dos cachorrinhos são feitas com bom humor, misturando o tema do app e a adoção. Toby, por exemplo, se apresenta assim: "Meu nome é Toby e sempre levei uma vida de cão em São Paulo. Mas sou muito alegre e divertido. Meu problema é que não posso ver uma cadelinha que fico louco. (...) Por isso preciso urgente de um relacionamento sério, um lar, para eu ficar mais tranquilo. Posso ser companheiro de verdade e prometo ser fiel, na saúde e na doença. Fica comigo?”. Toby ainda não foi adotado.

Segundo o criador, o publicitário Ian Hartz, 25, dois animais já encontraram lares e houve mais de 1.300 “matches” (quando dois usuários do Tinder se aprovam) desde o início do projeto, em março deste ano. “Em pouco tempo tivemos um feedback tão positivo que nosso projeto não vai parar de crescer. Estamos em busca de investidores para ampliar a iniciativa”, contou. A designer Monica Duarte também participou da criação.

Quando ocorrem esses "matches", o usuário que curtiu o animal recebe uma mensagem padrão: “OiiiiiiiiiiiiiiiiiAuuuuuuuuu. Não acredito que estamos tão perto. A gente deve ter se encontrado por aí pelos parques, ruas, calçadas. E agora temos essa chance de conversar pelo chat. Que ideia animal, né? E eu tenho faro, viu? Acho que formamos uma bela dupla. O que acha de um encontro pra gente se conhecer cara a cara?”.

Como o aplicativo busca usuários de acordo com a região, por enquanto só os usuários de algumas cidades do Estado de São Paulo conseguem visualizar os animais. As ONGs parceiras do Match Dogs ainda possuem mais de 150 cachorros aguardando novos lares.

EUA
Nos Estados Unidos, a organização Social Tees, que resgata animais abandonados, realiza uma prática semelhante. Os perfis no Tinder incluem fotos dos animais com o selo "abandonado" e outras informações, como idade e nome. A entidade está localizada em Nova York. De acordo com Mario Garza, representante da ONG, foram criados perfis para dez cachorros. Eles teriam conseguido cerca de 1.500 "matchs"  e um deles teria sido adotado após 24 horas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Tilt