PUBLICIDADE
Topo

Mulher denuncia marido após descobrir segundo casamento dele via Facebook

Anne-Marie Sim encontrou a foto acima no Facebook; assim, descobriu o casamento de Frain e Louise (dir)  - Reprodução/Daily Mail
Anne-Marie Sim encontrou a foto acima no Facebook; assim, descobriu o casamento de Frain e Louise (dir) Imagem: Reprodução/Daily Mail

Do UOL, em São Paulo

15/07/2013 09h54

Um britânico foi ''dedurado'' recentemente pelo Facebook, quando sua primeira mulher encontrou fotos do casamento mais recente do marido. Os dois já estavam separados, mas não oficialmente – por esse motivo, Brian Frain, 36, pode até ser detido. A audiência do caso está marcada para 7 de agosto, segundo o “Daily Mail”.

Frain e Anne-Marie Sim se casaram em junho de 1999, após dois meses de namoro. Eles se separaram dois meses depois, e Anne-Marie mudou-se para a Escócia. Ao tribunal de Tameside (Reino Unido), onde se casaram, ela contou que tentou se divorciar do marido durante cinco anos, pois gostaria de se casar novamente. Ela não sabia de seu paradeiro e chegou a contratar um serviço para localizá-lo, sem sucesso.

Com a ajuda do Facebook, Anne-Marie conseguiu finalmente encontrá-lo. Ela descobriu então, vendo fotos online do marido, que ele havia se casado em setembro de 2009 com Louise Meredith, 34 – as duas uniões foram registradas no mesmo cartório.

Em um depoimento escrito por Louise e lido no tribunal, ela afirmou: “Apesar de eu já ter sido casada, achei que era o primeiro casamento de Brian. O casamento ia bem, eu achava que era sua primeira mulher. Isso [a descoberta] obviamente me afetou”. Os dois não estão mais juntos, de acordo com o “Daily Mail”.

Segundo o promotor público David Curtis, Brian Frain deduziu que não era mais casado por causa do período de tempo que havia passado.

Rachel Wilson, advogada de defesa de Frain, alega que sua segunda mulher sabia sobre o primeiro casamento. “Dez anos depois [do primeiro casamento] ele conheceu sua segunda mulher. Ele acreditou que, àquela altura, seu casamento não mais existisse, porque durou apenas dois meses dez anos antes. Ele admite que foi ignorante.” O marido se declarou culpado do crime de bigamia.