PUBLICIDADE
Topo

Jovem é detido nos EUA após comentário no Facebook sobre ataque a escola infantil

Justin Carter, 18, se envolveu em uma discussão no Facebook por causa do jogo "League of Legends" - Reprodução/Change.org
Justin Carter, 18, se envolveu em uma discussão no Facebook por causa do jogo 'League of Legends' Imagem: Reprodução/Change.org

Do UOL, em São Paulo

28/06/2013 11h40

Os pais do adolescente Justin Carter, 18, criaram uma petição para o jovem de New Braunfels (Texas, EUA) ser solto da cadeia. Ele foi detido no dia 14 de fevereiro depois de um comentário postado no Facebook, segundo seus pais, que acusam as autoridades de não terem investigado o caso antes da detenção.

As autoridades locais não se manifestaram publicamente sobre o caso.

Jack Carter, o pai do jovem, contou nesta semana a versão da família sobre a história para o canal Kvue, da rede “ABC”. Segundo ele, o jovem discutiu com alguém no Facebook por causa do jogo “League of Legends” e foi chamado de louco e perturbado.

Justin então respondeu, escrevendo: “Verdade, sou perturbado da cabeça. Vou atirar em uma escola cheia de crianças e comer seus corações quando ainda estiverem batendo”. Na sequência, segundo o pai, o jovem usou as siglas LOL (laugh out loud) e JK (just kidding) para indicar que estava brincando. 

Uma mulher do Canadá viu a postagem e não achou graça. Ao fazer uma busca no Google, ela descobriu que o antigo endereço do jovem ficava próximo a uma escola de crianças. A mulher então ligou para a polícia, fez uma denúncia e Justin Carter foi detido, segundo a notícia divulgada pelo Kvue. 

Na petição, seus pais contam que ele só foi interrogado até 13 de março de 2013 e, uma semana depois, houve um mandado de busca para sua casa. “Nenhuma arma de nenhum tipo foi encontrada. Se ele fosse mesmo uma ameaça terrorista, a polícia não deveria ter feito uma busca em sua casa antes de sua detenção completar um mês?”, questiona o texto.