PUBLICIDADE
Topo

Britânica é presa por perseguir no Facebook familiares de menina desaparecida há 30 anos

Do UOL, em São Paulo

19/12/2012 12h44

Uma mulher foi presa no Reino Unido depois de usar o Facebook para se passar por uma menina britânica desaparecida há 30 anos na Alemanha. Ela enviava mensagens pela rede social para parentes da vítima e, depois de ser desmascarada, passou a atormentá-los, como um “troll” na internet.

A suspeita, que não teve a identidade revelada, tem 33 anos, mesma idade que teria Katrice Lee, desaparecida em 1981 em um supermercado na Alemanha durante uma viagem de férias em família.

O primeiro contato da suspeita, moradora de Bishop Auckland, foi pelo Facebook de Natasha Lee, 38, irmã de Katrice, alegando ser a desaparecida. A mãe delas, Sharon, comunicou a polícia sobre a possibilidade de ter encontrado Katrice, mas um exame de DNA feito durante a investigação das autoridades provou o contrário.

A falsa Katrice passou então a mandar mensagens abusivas pelo Facebook a Natasha e Sharon, usando diferentes identidades na rede social durante nove meses. “Em uma mensagem em particular, ela me disse que foi culpa minha ter perdido minha filha no supermercado. Disse ainda que ela tinha quatro filhos e nunca tinha perdido nenhum deles”, contou Sharon ao “Ports Mouth”. 

Segundo o “Daily Mail”, a falsa Katrice foi presa pela polícia do condado de Durham e recebeu uma advertência por assédio.