PUBLICIDADE
Topo

Samsung Galaxy Y TV capta muitos canais, mas qualidade das imagens é ruim

Designe do aparelho permite encaixá-lo perfeitamente em mãos grandes ou pequenas - Divulgação
Designe do aparelho permite encaixá-lo perfeitamente em mãos grandes ou pequenas Imagem: Divulgação

Aline Mariano e Sérgio Vinícius

Do UOL, em São Paulo

05/12/2012 06h01

Na comparação direta com os concorrentes Nokia 701 e Motorola Atrix XT682, o Samsung Galaxy Y TV é o melhor e o pior entre os avaliados. Ele foi o que sintonizou mais canais – 12, no total. Por outro lado, foi o que apresentou pior qualidade nas imagens – o conteúdo multimídia fica um pouco distorcido e esticado na posição vertical da tela. Veja o comparativo com os três modelos testados.

Direto ao ponto

Nome: Samsung Galaxy Y TV
Sistema Operacional: Android 2.3
Processador: 832 MHz
Memória: Interna de 180MB, suporta SD até 32GB
Câmera: 3,2 megapixels
Display: 3,14 polegadas
Peso: 98 gramas
Dimensões (LxAxP, em cm): 10,7 x 6 x 1,9
Pontos positivos: Fácil de usar; sintoniza mais canais do que os concorrentes
Pontos negativos: Poderia apresentar melhor imagem; touchscreen impreciso
Preço sugerido: R$ 500

Quanto às outras funções da TV, o aparelho empata com a concorrência. Ele é bastante fácil e intuitivo de manusear. O menu coloca os ícones de acesso ao televisor de forma que o usuário saiba exatamente onde apertar para realizar a tarefa desejada – seja mudar de emissora ou trocar a função.

No restante, o smartphone segue sua toada “ferro e ferradura”. O touchscreen não é dos melhores para usuários que gostam de enviar torpedos ou mandar e-mails – ao tocar certeiramente em alguma letra, o sistema entende que outra foi acionada. Quando se vê, ao tentar digitar “patavina” o que se lê é “bola de cristal”. Para compensar, sua câmera de 3,2 megapixels oferece fotos melhores que as dos concorrentes – com especial destaque aos brilhos.

Outro ponto que chamou a atenção positivamente é seu design, que permite encaixá-lo perfeitamente em mãos grandes ou pequenas. Ele é curvilíneo e pequeno. Isso o torna muito agradável de segurar apenas com três ou quatro dedos.