PUBLICIDADE
Topo

Pagaria? Computador construído por Steve Jobs é vendido por US$ 400 mil

Steve Jobs com o primeiro iPhone - Reproodução
Steve Jobs com o primeiro iPhone Imagem: Reproodução

Em Los Angeles

09/11/2021 20h27

Um computador Apple original, construído à mão pelos fundadores da empresa Steve Jobs e Steve Wozniak há 45 anos, foi vendido por US $ 400.000 em um leilão nos Estados Unidos nesta terça-feira (9).

Esperava-se que o funcional Apple-1, tataravô dos elegantes Macbooks de cromo e vidro de hoje, alcançasse US $ 600.000 no leilão na Califórnia.

O chamado "Chaffey College" Apple-1 é um dos 200 feitos por Jobs e Wozniak no início da odisseia da empresa, que passou de um empreendimento de garagem a um gigante de US $ 2 trilhões.

O computador é ainda mais exclusivo porque é revestido de madeira koa, uma madeira nativa do Havaí. Apenas alguns dos 200 originais foram feitos com esse material.

Jobs e Wozniak vendiam o Apple-1 por peças. Uma loja de informática que recebeu um pedido de cerca de 50 unidades decidiu revestir algumas delas com madeira, segundo a casa de leilões.

"Este é um tipo de cálice sagrado para os colecionadores de eletrônicos antigos e tecnologia informática", explicou o especialista em Apple-1 Corey Cohen ao Los Angeles Times.

A casa de leilões John Moran Auctioneers disse que o dispositivo, que vem com um monitor de vídeo Panasonic 1986, teve apenas dois proprietários.

"Foi comprado originalmente por um professor de eletrônica do Chaffey College em Rancho Cucamonga, Califórnia, que mais tarde o vendeu para um de seus alunos em 1977", explica a casa de leilões em seu site.

O Los Angeles Times informou que o estudante, que não foi identificado, pagou apenas US $ 650 por ele na época.

Embora os US $ 400.000 representem um grande retorno sobre o investimento para o ex-aluno, o preço está muito longe do recorde de tal dispositivo.

A casa Bonhams vendeu um Apple-1 funcional que chegou ao mercado em 2014 por mais de US $ 900.000.

A Apple pegou a estrada para o sucesso no final dos anos 1970 e início dos anos 1980, mas entrou em declínio depois que Jobs e Wozniak saíram.

A empresa foi revitalizada no final da década de 1990 e Jobs voltou ao rebanho como CEO.

Ele supervisionou o lançamento do iPod e, posteriormente, do iPhone, o telefone que mudou o mundo, antes de sua morte em 2011.