PUBLICIDADE
Topo

Blinken viajará para a Groenlândia propor cooperação no Ártico

14/05/2021 15h22

Washington, 14 Mai 2021 (AFP) - O chefe da diplomacia dos EUA, Antony Blinken, pedirá um esforço internacional contra as mudanças climáticas e maior cooperação no Ártico durante uma viagem à Groenlândia na próxima semana, disse o Departamento de Estado nesta sexta-feira (14).

A visita é uma nova etapa de uma rota já anunciada pelo Secretário de Estado, durante a qual participará de uma reunião do Conselho do Ártico na Islândia e terá, pela primeira vez, uma reunião com o chanceler russo, Serguei Lavrov.

Blinken começará esta viagem no domingo na Dinamarca, da qual a Groenlândia é um território autônomo, dois anos depois de o ex-presidente Donald Trump gerar uma confusão ao propor a compra da enorme ilha do Ártico.

Na quinta-feira, ele discutirá com os líderes desse território a "parceria muito forte entre os Estados Unidos e a Groenlândia" e o compromisso "de aumentar a cooperação no Ártico", disse em comunicado o porta-voz da diplomacia americana, Ned Price.

Em Copenhage, o Secretário de Estado se reunirá com a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, e com outros dirigentes e empresários dinamarqueses, sobre formas de "lutar contra a crise climática", com ênfase no desenvolvimento de novas tecnologias.

O derretimento das geleiras causado pelas mudanças climáticas está abrindo gradualmente o caminho para novas rotas marítimas no Ártico, fonte de conflitos entre as grandes potências.

Em discurso no mês passado, Blinken acusou a Rússia de "explorar esta mudança para tentar exercer o controle sobre este novo espaço", em particular com a modernização de suas bases, e também destacou a presença crescente da China na região.

Ao contrário de seu antecessor, o presidente Joe Biden fez da luta contra as mudanças climáticas uma das prioridades de seu mandato, estabelecendo a ambiciosa meta de reduzir as emissões de gases de efeito estufa pela metade até 2035.

sct/cjc/iba/ll/mls/ap/mvv