PUBLICIDADE

Zenfone 6

Samsung Galaxy A80

Topo

Zenfone 6 x Galaxy A80: quem vence a batalha dos celulares "giratórios"?

Reprodução
Imagem: Reprodução

Wellington Arruda

Colaboração para Tilt

08/04/2020 04h00

Zenfone 6 e Galaxy A80 foram dois celulares que chamaram bastante atenção no ano passado. E o motivo é compreensível, já que ambos têm tela sem entalhe que cobre quase toda a frente dos aparelhos, e câmeras que giram graças a mecanismos próprios.

Apesar de parecidos, eles apostam em públicos diferentes: o Zenfone oferece desempenho forte, e o A80 aposta em tecnologias e funções mais sociais. Em câmeras, entretanto, os dois estão entre os primeiros a trazer esse apelo inovador para o mercado brasileiro.

E o preço também acaba sendo impactado. É por isso que Tilt responde neste comparativo: qual celular com câmera que gira traz o melhor conjunto e custo-benefício?


Divulgação
TILT
4,3 /5
Veja o review

Zenfone 6

Preço

R$ 2.699
Divulgação
TILT
4,0 /5
Veja o review

Samsung Galaxy A80

Preço

R$ 3.499 R$ 1.979 (Shopping UOL - 11/03/2020)
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

4,0

5,0

4,0

4,0

4,0

4,0

5,0

4,0

5,0

4,0

5,0

5,0

5,0

4,0

4,0

3,0

4,0

4,0

3,0

3,0

4,0

5,0

5,0

3,0

Pontos Positivos

  • Melhor custo-benefício no preço de lançamento no Brasil
  • Câmera ótima que também é usada em selfies
  • Rodou jogos pesados com facilidade
  • A autonomia de bateria, em uso moderado, é um bom adicional para o celular
  • Sua tela tem tamanho grande o bastante para agradar assistindo vídeos ou filmes
  • Câmera inovadora do Galaxy A80 pode rotacionar e ter sua angulação controlada

Pontos Negativos

  • Bateria não é tão duradoura quanto os 5.000 mAh sugerem
  • Tamanho torna celular desconfortável para uso com uma só mão
  • Sensor de digitais na tela é uma tecnologia inovadora, porém mais lenta neste celular
  • Sua usabilidade é dificultada por causa do tamanho muito grande
  • Não traz nenhum tipo de proteção contra água

Veredito

Se destacando no que é importante (câmera, tela, desempenho e bateria), o Zenfone 6 entrega o que qualquer um busca de um celular com recursos modernos. O preço de lançamento torna o pacote ainda mais atrativo.

Este smartphone da Samsung carrega muita inovação e cobra caro por isto. Além das câmeras que giram, o A80 traz um leitor biométrico sob a tela, que é bem enorme e traz alta qualidade.

Samsung e Asus decidiram que estes aparelhos não teriam nenhum entalhe ou intervenção na tela para a câmera frontal. Assim, eles têm quase 100% de aproveitamento desta área. Para que isto fosse possível, um mecanismo foi adotado em ambos para rotacionar as câmeras.

Cada um gira a câmera do seu jeito: no A80, metade do celular desliza para baixo, e a câmera traseira roda para a frente. No Zenfone 6, o módulo mecânico que fica na traseira sobe e gira para a frente. A vantagem do Zenfone, neste ponto, é permitir que o módulo seja controlado pelo usuário no ângulo que desejar.

Mas, verdade também seja dita: estes são celulares bem grandes e desconfortáveis quando usados com apenas uma das mãos. Eles têm peso avantajado (especialmente o Galaxy), mas são muito bem construídos e trazem cantos arredondados para que sejam um pouco menos desconfortáveis nas mãos.

Veredito: Apesar de nenhum contar com proteção contra água e deixar no ar preocupações com a durabilidade dos módulos, estamos lidando com celulares bem bonitos e robustos. Aqui neste ponto, o A80 tem a vantagem de ser ainda mais minimalista, embora ambos sejam engenhosos.

Estes dois celulares são opções consideráveis com telas grandes. Em filmes ou vídeos, jogos ou aplicativos, a experiência de uso é bastante confortável e imersiva. A nitidez é boa o suficiente para oferecer um bom nível de detalhes.

A principal parte, entretanto, é que nenhum dos dois tem entalhe na tela. Considerando que as câmeras de ambos rotacionam em um mecanismo, a tela acaba tendo ainda mais espaço útil, o que elimina distrações ou possíveis "recortes" no conteúdo.

Um detalhe a ser observado, porém, é que o A80 ainda traz um leitor de impressões digitais sob a tela, enquanto o usado pelo Zenfone 6 está na traseira.

Veredito: A principal vantagem do Galaxy A80, que já tem tamanho maior que a do Zenfone 6, está na tecnologia Amoled. Diferente do LCD, que no celular da Asus tem boa qualidade, o Amoled reproduz cores mais profundas e gera economia de energia por apagar os pixels em áreas escuras da tela.

Sabemos que a métrica de um dia de uso tem se tornado um certo padrão na indústria. No caso desses dois, isto também se repete mas com uma diferença: o Zenfone 6 tem mais capacidade que o A80, porém hardware mais forte e "gastão".

O celular da Asus traz 1.300 mAh a mais que o da Samsung e lida melhor com um uso mais intenso, embora não passe do primeiro dia. Já o A80 tem autonomia mais regulada em uso moderado. Isso significa que, para usuários mais ativos, o A80 funcionará no limite da duração de bateria.

Tempo de reprodução de vídeo:

  • Galaxy A80: 10h48
  • Zenfone 6: 9h34

Tempo de carregamento:

  • Galaxy A80: 1h26
  • Zenfone 6: 2h33

Como foram os testes:

  • Teste de vídeo: usamos um vídeo de 45s com resolução HD (1280 x 720 pixels) e deixamos rodando em looping dentro do Google Fotos (conexão wi-fi).
  • Teste recarga: usamos os carregadores originais de cada aparelho para recarregar a bateria dos respectivos modelos.

Veredito: Apesar do uso diário apresentar autonomia mais extensa para o Zenfone 6, em vídeos o Galaxy A80 leva uma certa vantagem —um dos motivos, talvez, seja sua tela Amoled contra o painel LCD no Zenfone. O celular da Samsung, também é carregado com mais velocidade, porém tem menos capacidade e autonomia um pouco mais baixa.

Câmeras principais

As duas fabricantes não economizaram em tecnologia de câmera. Enquanto o A80 vem com três sensores, o Zenfone 6 traz dois. Além do principal, eles trazem uma câmera de ângulo aberto que faz um trabalho muito bom, mas com mais definição no celular da Asus.

Apesar de ainda contar com um sensor ToF (Time of Flight), que mede a distância até os objetos, o A80 não se saiu muito melhor que o Zenfone 6 em fotos com o fundo desfocado. Ambos podem apresentar pontos imprecisos no recorte, mas os resultados ainda ficam numa média boa.

Veredito: A vantagem do Zenfone 6 vem com a otimização das cenas. No A80, é comum ver pontos de luz estourando a imagem, enquanto no Zenfone o HDR lida melhor com a exposição e balanço de branco. Ambos fazem fotos bem detalhadas, mas o Zenfone capta mais nitidez e cores mais precisas.

Câmera frontal

Selfie com iluminação artificial

Esta é a principal vantagem de colocar em um celular câmeras que giram: os mesmos sensores são usados tanto na traseira quanto na frontal. Assim, espere por fotos com qualidade muito boa nestes dois celulares.

Os dois aparelhos trazem estabilização eletrônica (EIS) para fotos mais precisas e sem borrões. É possível encontrar um alto nível de detalhes, mas o A80 segue com o mesmo problema de não lidar bem em situações extremas de luminosidade.

Selfie com pouca iluminação

Em cenários com baixa luminosidade, o A80 tenta disfarçar as imperfeições aplicando filtros, o que reduz o ruído (mas não acaba com ele) e disfarça detalhes de pele, cabelo, etc. No Zenfone 6, há um maior nível de ruído, mas as fotos ficam mais claras e com cores mais vívidas.

Veredito: Com o Galaxy A80, as selfies ficam com um alto nível de qualidade. Mas as mesmas vantagens do Zenfone continuam também quando giramos os sensores. Aliás, o celular da Asus ainda pode gravar selfies na resolução 4K com uma taxa de 120 fps.

Os dois celulares trazem números expressivos para alimentar o desempenho. A versão de base do Galaxy A80, por exemplo, traz 2 GB de RAM a mais que o Zenfone 6 e o dobro (128 GB) de memória interna. Mas vale notar que Zenfone é o único que permite aumentar a quantidade de armazenamento com um cartão microSD.

Nenhum deles tende a apresentar as famosas travadas, embora seja mais perceptível no A80 que jogos e aplicativos pesados demorem um pouco mais para carregar. Por outro lado, assim como no Zenfone 6, o celular da Samsung supre muito bem um público mais voltado para redes sociais.

Galaxy A80

  • AnTuTu: 197.425
  • Geekbench 4: registrou 2.416 pontos considerando o desempenho médio por núcleo individual (single-core) e 6.681 pontos considerando a média de todos os núcleos (multi-core).

Zenfone 6

  • AnTuTu: 424.829
  • Geekbench 4: registrou 3.477 pontos considerando o desempenho médio por núcleo individual (single-core) e 10.812 pontos considerando a média de todos os núcleos (multi-core).

Veredito: Apesar de ter desempenho regular, o Galaxy A80 fica para trás neste quesito contra o Zenfone 6. O celular da Asus traz o chip mais potente da Qualcomm de 2019 e lida melhor com atividades mais exigentes. Ele pode esquentar um pouco com jogos pesados, mas nada que seja preocupante.

A câmera tem um papel de grande destaque nestes dois celulares. Ambos, por exemplo, usam inteligência artificial para reconhecer cenários e otimizar as fotografias. Automaticamente, Zenfone 6 (16 cenas) e Galaxy A80 (30 cenas) usam filtros pré-configurados para fotos mais rápidas.

No A80, por outro lado, há um carregador mais rápido do que no Zenfone 6 —que tem mais bateria, no caso. Ele também traz um outro ponto relativamente inovador: o som das ligações sai pela própria tela. Neste quesito, o Zenfone leva vantagem por oferecer som estéreo.

Há ainda um extra importante no Zenfone 6 e que também está na câmera. Como ela pode ter seu ângulo ajustado, além de se movimentar sozinha, ela é capaz de fazer fotos melhores no modo panorama ou rastrear objetos e pessoas num cenário.

Resultado

Dois celulares com câmeras que giram e telas enormes. Encontramos vantagens para o Galaxy A80 no design e tela, o que é ótimo para quem consome conteúdo multimídia com frequência.

De fato, assistir vídeos ou filmes nestes dois celulares é algo muito positivo, especialmente no A80. Mas, para quem prefere jogar com mais fluidez os games mais exigentes da Google Play Store, o Zenfone leva essa vantagem. O smartphone traz hardware mais poderoso e com isso traz desempenho mais confiável.

Oficialmente, o A80 foi lançado por R$ 3.499 e o Zenfone 6 por R$ 2.999. Atualmente, é possível encontrá-los, respectivamente, por R$ 1.979 e R$ 2.549.

Este é um ponto importante da discussão. Apesar de ter sido lançado por um valor maior, o A80 custa menos que o Zenfone 6 atualmente. Ele traz, também, um sistema inovador de câmeras, mas as fotos do Zenfone 6 carregam mais qualidade.

No fim das contas, o celular com o melhor conjunto de câmeras, bateria, desempenho entre eles é o Zenfone 6. No smartphone da Asus, há também mais versatilidade para utilizar as câmeras.

* Preços pesquisados no Shopping UOL em 11 de março de 2020

Errata: o texto foi atualizado
A montagem que abria o texto original estava com a foto do Zenfone errado. O erro foi corrigido.
Especificações técnicas
  • Android Pie 9.0

  • Sistema Operacional

  • Android 9 Pie

  • 159.1 x 75.4 x 9.2 mm

  • Dimensões

  • 165.2 x 76.5 x 9.3 mm e 220 gramas

  • Não tem

  • Resistência à água

  • Sem resistência contra água

  • Prata ou Preto

  • Cor

  • Preto e rosê

  • A partir de R$ 2.699

  • Preço

  • R$ 3.499 (lançamento)

Tela
  • LCD

  • Tipo

  • Super Amoled

  • 6,4 polegadas

  • Tamanho

  • 6,7 polegadas

  • Full HD+ (1080 x 2340 pixels)

  • Resolução

  • 2.400 x 1.080 pixels

Câmera
  • Dupla, com lente principal de 48 MP e lente grande-angular de 13MP

  • Câmera Frontal

  • 48 MP (f/2.0) + 8 MP (f/2.2) ultrawide + ToF 3D

  • Dupla, com lente principal de 48 MP e lente grande-angular de 13MP

  • Câmera Traseira

  • 48 MP (f/2.0) + 8 MP (f/2.2) ultrawide + ToF 3D

Dados técnicos
  • Snapdragon 855 (2.8 GHz)

  • Processador

  • Snapdragon 730 octa-core (2,2 GHz)

  • 64 GB/128 GB/256 GB/512 GB

  • Armazenamento

  • 128 GB

  • 6 GB/6 GB/8 GB/12 GB

  • Memória

  • 8 GB de RAM

  • 5.000 mAh

  • Bateria

  • 3.700 mAh