PUBLICIDADE

Topo

Twitch se posiciona sobre a greve de streamers no Brasil

Bruno Izidro

Do START, em São Paulo

25/08/2021 04h00

A Twitch se posicionou após a grande repercussão do movimento Apagão da Twitch, que chamou streamers para uma greve de 24 horas sem lives na plataforma, na última segunda-feira (23).

Ao START, a empresa enviou o seguinte comunicado:

Apoiamos os direitos de nossos streamers de se expressarem e chamarem a atenção para questões importantes em nosso serviço. Estamos ouvindo este feedback e continuaremos a trabalhar para fazer da Twitch o melhor serviço para os criadores de conteúdo criarem e promoverem suas comunidades

O Apagão reivindica, principalmente, melhorias no repasse do dinheiro de inscrições feito pelos espectadores.

Recentemente, a Twitch diminuiu o valor das inscrições do subs em canais da plataforma, passando de R$ 22,99 para R$ 7,99. Porém, isso afetou também a renda dos streamers, que caiu drasticamente.

Segundo dados da organização do Apagão da Twitch, que é composta por streamers, antes eles recebiam cerca de R$ 7,59 de uma inscrição. Com a mudança, esse valor caiu para cerca de R$ 2,50.

No podcast Game Trends explicamos melhor, e com mais detalhes, todo o contexto que levou a essa situação, a criação do Apagão dos Streamers em uma conversa com um representante do movimento, além do surgimento da União dos Streamers.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Game Trends, por exemplo, no Spotify e no Youtube ou assinando o nosso feed.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol