PUBLICIDADE

Topo

10 jogos de investigação que dariam orgulho a Agatha Christie

A escritora britânica Agatha Christie (1890-1976) autografa edições em francês de seus livros - Hulton Archive/Getty Images
A escritora britânica Agatha Christie (1890-1976) autografa edições em francês de seus livros Imagem: Hulton Archive/Getty Images

Makson Lima

Colaboração para o START

05/10/2020 04h00

A influência da Dama do Crime, como ficou conhecida a escritora Agatha Christie, vai muito além da literatura e do cinema: também é possível listar diversos games que, direta ou indiretamente, foram inspirados pelas obras da britânica nascida em setembro de 1890.

A seguir trazemos um pouco de tudo: desde clássicos do PC nos anos 90 até fenômenos recentes, como Among Us, que deixariam a senhorita Agatha Christie bastante orgulhosa.

PARADISE KILLER

Por mais bizarro que pareça, há semelhanças entre Hercule Poirot, o mais famoso detetive dos romances de Agatha Christie, com Lady Love Dies, a deidade alienígena investigadora dos casos mais absurdos de Paradise Killer. Juntar todas as peças, enxergar além do óbvio e encontrar o verdadeiro responsável pelo assassinato de todo o conselho de criação do suposto mundo perfeito formam a situação perfeita para a detetive. Como Poirot lidaria com tal situação intergaláctica?

AGATHA CHRISTIE - THE ABC MURDERS

Tendo por base a obra Os Crimes ABC, originalmente publicada em 1936, o jogo da Artefacts Studios nos coloca no pele de ninguém menos que Hercule Poirot, o mais famoso personagem de Agatha Christie. ABC é como se intitula o misterioso assassino, que envia cartas ao detetive informando sobre suas próximas vítimas. Examinar cenas do crime, interrogar testemunhas e pessoas envolvidas com os eventos de alguma forma, enquanto faz uso de uma complexa linha do tempo para examinar as pistas e chegar a deduções: tudo isso faz de Agatha Christie - The ABC Murders um dos mais completos jogos inspirados assumidamente na escritora.

GRIM FANDANGO

O além nunca foi o foco de Agatha Christie, mas é bem possível encontrar algumas pontinhas de referência do trabalho da escritora em um dos mais cultuados jogos de Tim Schafer e da LucasArts. Em Grim Fandango, o agente de viagens do pós-vida Manuel "Manny" Calavera não anda muito feliz com o formato estabelecido desde tempos ancestrais. Nessa ilha dos mortos, almas bondosas tomam o trem (do Expresso Oriental Sobrenatural?) e chegam ao descanso eterno em apenas quatro minutos. O restante das almas leva (mais ou menos) quatro anos numa jornada a pé. Justo?

AMONG US

Um dos grandes sucessos da atualidade é, essencialmente, um jogo de Detetive num cenário de ficção científica. Among Us coloca impostores infiltrados entre a tripulação, que precisa encontrá-los antes de a nave ser sabotada, ou de alguém ser morto! Apesar de ter sido lançado há alguns anos, Among Us foi descoberto de verdade apenas recentemente e seus fundamentos são tão elementares, que muitos detetives Poirot (assim como muitos assassinos ABC) têm sido descobertos a todo momento!

HER STORY

Sam Barlow, que recentemente conversou com o START sobre Telling Lies, criou uma das obras de investigação e mistério mais surpreendentes dos últimos anos com Her Story. O formato de FMV (full motion video) entra novamente em evidência, e você precisa analisar vídeos em um banco de dados policial. Nesses arquivos, Hannah Smith fala sobre si, sua vida e seu marido desaparecido. Um jogo de quebra-cabeças verdadeiramente intrigante, inclusive ao esconder a identidade do próprio protagonista da trama.

L.A. NOIRE

Dentro dos domínios megalomaníacos somente impostos pela Rockstar Games, L.A. Noire recria com riqueza de detalhes a realidade da Era de Ouro de Hollywood pós-guerra. São técnicas sem precedentes, só para que cada expressão, nuance e detalhe de fisionomia facial possa ser recriada nos momentos de interrogatório mais surreais já vistos na mídia. O policial Cole Phelps, da polícia de Los Angeles, precisa lidar com criminosos das mais variadas espécies, mas o foco continua sendo o romance policial. É aí que aquela influência invisível e constante da grande Agatha Christie entra em cena.

THE VANISHING OF ETHAN CARTER

Só imagine se Poirot pudesse fazer uso dos mesmos poderes paranormais que o detetive Paul Prospero, de The Vanishing of Ethan Carter. Numa cidadezinha recôndita do leste europeu, cabe a Prospero descobrir não só o que houve com o garoto que dá nome ao jogo, e autor da carta responsável por levar o detetive até o lugar. E é bom deixar o aviso: dentre as habilidades do veterano investigador está uma certa facilidade em contatar os mortos.

GEMINI RUE

Mesmo quando levamos os crimes e mistérios para um cenário futurista, totalmente cyberpunk dentro do formato "high-tech, low-life", ainda é possível sentir toda aquela aura de Agatha Christie em cada diálogo disparado, pista encontrada e conclusão tomada. Gemini Rue é um adventure sobre assassinos, criminosos, máfia, corrupção e redenção. Dois personagens conduzem a trama num universo complexo e interessante e um nem tão distante assim século 23, no Sistema Gemini.

SHERLOCK HOLMES: THE DEVIL'S DAUGHTER

Por mais que esta seja uma lista com jogos que, de uma forma ou de outra, foram inspirados pelo trabalho de Agatha Christie, não poderíamos deixar Sherlock Holmes de fora. A maior criação do médico e escritor Arthur Conan Doyle data de 1887, e há muitos produtos multimidiáticos sobre o personagem sendo produzidos até hoje. Como, por exemplo, The Devil's Daughter, título da Forgwares, especialistas quando o assunto é Sherlock.

AGATHA CHRISTIE: AND THEN THERE WERE NONE

AGATHA CHRISTIE: AND THEN THERE WERE NONE - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Localizada na Flórida, a AWE Productions é, sem dúvida, o estúdio que mais investiu em jogos diretamente relacionados ao trabalho de Agatha Christie. Ao todo foram três títulos lançados: And Then There Were None (E Não Sobrou Nenhum), Murder on the Orient Express (Assassinato no Expresso Oriente) e Evil Under the Sun (Morte na Praia). Os games chegaram ao PC e Wii nos anos de 2005, 2006 e 2007, respectivamente, transformando as clássicas histórias em adventures repleto de detalhes.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol