PUBLICIDADE
Topo

Uma palhaça e uma orquestra: maestrina mexicana leva amor pela música ao palco

01/12/2021 14h40

Por Marie-Louise Gumuchian

LONDRES (Reuters) - A maestrina mexicana Alondra de la Parra espera atrair plateias com seu amor pela música clássica por meio de uma nova apresentação multidisciplinar na qual combina uma palhaça e uma orquestra no palco.

De la Parra, que já regeu mais de 100 orquestras, incluindo a London Philharmonic e a Orchestre de Paris, adota um novo formato em "O Silêncio do Som" e coloca os músicos no palco, ao invés do fosso.

Usando peças clássicas, a orquestra desempenha um papel central na narrativa enquanto a palhaça busca a realização.

"As histórias que contamos neste espetáculo são só algumas das muitas histórias possíveis que se pode imaginar ouvindo música clássica", disse De la Parra à Reuters.

"Esperamos alcançar um público maior para que eles se apaixonem pela orquestra, e também dar algum consolo, sonhos, imaginação e arte neste período de tempo difícil em que vivemos".

Juntamente com a música, a palhaça mexicana Gabriela Muñoz, que não fala durante a apresentação, interage com projeções visuais, como pássaros em voo.

"Minha personagem é uma personagem que já interpreto há muitos anos", contou.

"Nós a colocamos nesta situação na qual ela embarca em uma jornada visual, melódica e emocional para se encontrar afinada à música, ou na verdade, para encontrar sua música interior, que lhe permite dançar ao seu próprio ritmo, como somos capazes de fazer".