PUBLICIDADE
Topo

Justiça nega pedido de Leticia Spiller para site apagar falas sobre Melhem

Leticia Spiller falou sobre Marcius Melhem no "Programa Reclame" em dezembro de 2020 - Reprodução/Instagram
Leticia Spiller falou sobre Marcius Melhem no "Programa Reclame" em dezembro de 2020 Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

06/12/2021 19h25

A atriz Letícia Spiller teve um pedido negado pela Justiça após solicitar ao Google que remova 72 links. A atriz comentava sobre as acusações contra o humorista Marcius Melhem nos conteúdos apontados na ação.

A informação foi confirmada pelo TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) em contato com Splash. A artista alegou que os conteúdos "atingem a sua imagem" e dão a entender que ela apoiou Marcius Melhem após acusações de assédio sexual e moral.

Segundo o juiz Luiz Felipe Negrão, da 3ª Vara Cível do Fórum Regional da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o Google é apenas "proprietário e operador de um motor de busca, não um provedor internet de hospedagem ou um provedor internet de conteúdo".

Fica evidente que a ré não tem obrigação de remover qualquer conteúdo, e que, certamente, sequer meios tem de o fazer, porque o conteúdo para o qual os links remetem (são setenta e duas páginas da Internet) estão - todos eles - hospedados em domínios de terceiros, que não o Google e, ademais, os direitos sobre os conteúdos indicados são de propriedade de terceiros que nada têm a ver com a ré.
Decisão da 3ª Vara Cível do Fórum Regional da Barra da Tijuca

A decisão também pontua que não considera riscos à imagem da atriz por conta das declarações e explica que o Google possui uma política própria de remoção de conteúdos.

Segundo o TJ-RJ, será realizada uma audiência de conciliação em 31 de janeiro de 2022.

Leticia Spiller comentou caso Melhem

Em entrevista ao "Programa Reclame" no YouTube publicada em dezembro de 2020, Leticia Spiller disse que Marcius Melhem não é o único homem em posição de poder que importunou mulheres na emissora, mas virou "o mártir da situação".

"Conheci o Marcius e ele nunca me pareceu uma pessoa que fizesse algo tão agressivo. É uma pessoa muito querida. É duro receber uma notícia assim de uma pessoa querida, de bom coração", afirmou a artista durante a conversa.

No dia seguinte, Spiller usou as redes sociais para pedir desculpas por conta das declarações e negou estar "contemporizando" a situação envolvendo o humorista.

"Jamais atacaria Dani Calabresa. Jamais colocaria em dúvida os seus relatos, o que ela passou. Se, por algum momento deixei essa impressão, preciso me desculpar! E estou aqui pedindo desculpas", disse ela em publicação no Instagram.

Marcius Melhem deixou a TV Globo em agosto de 2020 por conta das denúncias. O humorista apontou "inconsistências" nas acusações e também abriu processos contra Dani Calabresa e a revista Piauí, que tornou pública a situação.