PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Zverev derruba novo "gigante", bate Djokovic e conquista o ATP Finals

Clive Brunskill/Getty Images
Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/11/2018 17h34

O alemão Alexander Zverev se colocou definitivamente entre os melhores tenistas do mundo. Neste domingo (18), o jovem de apenas 21 anos derrubou o segundo “gigante” consecutivo para se sagrar campeão do ATP Finals, em Londres. Com uma atuação irrepreensível, o número 5 do ranking derrotou Novak Djokovic por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/3, e levantou o troféu da competição que marca o fim da temporada no circuito profissional.

Depois de bater Roger Federer na fase semifinal em sets diretos, Zverev sustentou o ritmo agressivo diante de Djokovic e se vingou da derrota na fase de grupos do torneio. Quando ainda brigava por um lugar entre os semifinalistas, o sérvio superou o jovem alemão em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/1.

Na decisão, porém, Zverev dominou completamente o confronto e teve talvez a sua melhor atuação nesta semana. Com um jogo de quadra eficiente e superando Djokovic nas trocas, o representante da Alemanha na decisão conseguiu manter a bola bem no fundo e pressionar o adversário e superar o saque do adversário, tarefa quase impossível em Londres, de maneira quase natural.

Djokovic, que havia defendido apenas dois break points em todo o torneio, perdeu o saque no nono game do primeiro set após cometer uma sequência de erros no forehand. Zverev, mesmo sob pressão, manteve a regularidade com o seu saque e fechou o primeiro set em 6 a 4.

Djokovic Zverev abraço - Linnea Rheborg/Getty Images - Linnea Rheborg/Getty Images
Dominado em quadra, Djokovic fez questão de atravessar a quadra e abraçar Zverev após o fim do jogo
Imagem: Linnea Rheborg/Getty Images

A vantagem não derrubou o ritmo do alemão. Zverev limitava o jogo defensivo de Djokovic com saques potentes e dominava o serviço. Em posição de devolução, a confiança só aumentou com a vitória no set anterior e a nova quebra veio logo no primeiro game.

O número 1 do mundo, pressionado, mostrou o porquê domina o circuito rapidamente, devolvendo a quebra em um raro momento de desconcentração de Zverev. O jovem de 21 anos, contudo, retomou o foco e superou a adversidade com um jogo eficiente e potente diante de Djoko.

A conquista veio no nono game da segunda parcial. Zverev, após quebrar pela terceira vez o saque de Djokovic no quarto game, atuou de maneira agressiva e se sagrou campeão do ATP Finals novamente no serviço do sérvio. Com uma passada, o alemão definiu a partida para receber o troféu, que chegou à quadra nas mãos de Gustavo Kuerten, campeão em 2000 da mesma competição.

Ainda mais badalado por derrotar na mesma semana Federer e Djokovic, Zverev também fez história para o seu país. Ele é o terceiro alemão a conquistar o Finals da ATP – Boris Becker venceu em 1988, 1992 e 1995 e Michael Stich chegou ao topo no ano de 1993.

Tênis