PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

'Novo Alonso' ainda batalha com Hamilton, mas celebra companheiro de equipe

Esteban Ocon (de frente) é recebido com festa por Fernando Alonso após vitória na Hungria - Florion Goga - Pool/Getty Images
Esteban Ocon (de frente) é recebido com festa por Fernando Alonso após vitória na Hungria Imagem: Florion Goga - Pool/Getty Images

Eder Traskini

Do UOL, em Santos (SP)

02/08/2021 04h00

Que lenda!"

Foi assim que o francês Esteban Ocon definiu o companheiro de equipe Fernando Alonso via rádio após a vitória de ontem (1º) no Grande Prêmio da Hungria da Fórmula 1. O bicampeão mundial havia sido fundamental no triunfo do companheiro de equipe e comemorou muito com Ocon — uma postura diferente da que apresentou em outros anos na principal modalidade do automobilismo.

Assim que cruzou a linha de chegada para sua primeira vitória na modalidade, Ocon perguntou para a equipe se Alonso tinha terminado em terceiro. O espanhol acabou em quinto na pista e depois herdou a quarta posição após Sebastian Vettel ser desclassificado. Pois foi aí que Ocon foi informado que o espanhol era provavelmente um dos responsáveis pela vitória do francês ao segurar Lewis Hamilton por um "longo tempo".

Alonso perdeu a posição para Hamilton depois de uma das melhores disputas da temporada, que durou algumas voltas. O britânico ainda conseguiu ultrapassar Carlos Sainz e terminar a corrida na terceira colocação (que virou o segundo lugar). Mesmo perdendo a disputa para Hamilton, Alonso fez questão de fazer festa com Ocon.

Após a bandeirada, o espanhol andou lado a lado com o francês por boa parte do circuito, numa espécie de saudação ao companheiro de equipe que entrava no hall dos pilotos com vitória na Fórmula 1. Ocon parou o carro na pista e foi andando até o local da cerimônia do pódio. Ao chegar ali, encontrou Alonso literalmente de braços abertos o aguardando. O espanhol abraçou Ocon, ergueu o companheiro de equipe girando em comemoração.

Em outros tempos, Alonso recebia críticas pelo seu comportamento dentro da equipe. Não era visto como um bom companheiro. Esteban Ocon escutou as mesmas histórias, mas fez questão de rechaçar todas elas em entrevista após a vitória.

"É maravilhoso trabalhar com o Fernando desde o início do ano. Eu diria que nós estamos formando uma dupla bem afiada, nós estamos trabalhando juntos e forçando o time a arriscar e melhorar para chegar no pelotão da frente. Muita gente me falou muita coisa sobre o Fernando antes de eu chegar, mas estavam todos errados. Posso garantir que ele é um cara fantástico de trabalhar e estou adorando nossas colaborações."

Aos 40 anos, Fernando Alonso vem provando novamente o piloto de elite que ainda é. Longe da Fórmula 1 desde 2018, ele retornou nesta temporada, pediu algumas corridas para se adaptar e vem entregando resultados à Alpine. A disputa com Hamilton foi apenas um dos grandes momentos do novo Alonso no ano. Ele mostra que ainda tem o velho talento de sempre, mas com uma nova faceta de carisma e companheirismo.

Fórmula 1