PUBLICIDADE
Topo

Proa de navio tombado finalmente é fatiada com carros zero km dentro; veja

Após mais de 3s semanas e trabalhos e contratempos, 1º pedaço do MV Golden Ray é cortado; navio será separado em 8 seções - Divulgação
Após mais de 3s semanas e trabalhos e contratempos, 1º pedaço do MV Golden Ray é cortado; navio será separado em 8 seções Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

30/11/2020 14h26Atualizada em 01/12/2020 08h04

Pouco mais de três semanas após início do fatiamento do navio MV Golden Ray, tombado há mais de um ano na costa da Geórgia (EUA,) a equipe responsável por sua remoção finalmente concluiu o corte da primeira seção do cargueiro. O navio, que tem cerca de 200 metros de comprimento, naufragou com cerca de 4,2 mil carros em seu interior.

Imagens da primeira fatia, correspondente à proa, exibem alguns dos veículos que repousavam no seu interior - alguns parcialmente cortados e todos já bastante danificados pelo tombamento do cargueiro, em 8 de setembro de 2019.

Os automóveis zero-quilômetro também sofreram corrosão causada pelo contato prolongado com a água salgada.

MV Golden Ray navio cargueiro fatiamento 4.200 carros veículos tombado naufrágio - Divulgação - Divulgação
Proa já foi retirada do restante do cargueiro e será removida do local para reciclagem
Imagem: Divulgação

O corte do MV Golden Ray em oito fatias começou no dia 6 de novembro, com a chegada e o posicionamento do guindaste gigante que está dividindo o casco por meio de correntes.

Essa foi a forma encontrada para tirá-lo do local do naufrágio, entre as ilhas de Saint Simons e Jekyll.

De acordo com autoridades locais, o fatiamento da primeira seção do Golden Ray foi completado na manhã do último sábado. Neste momento, os trabalhadores se preparam para retirar a seção da Barreira de Proteção Ambiental (EPB) que cerca o navio para finalizar a remoção da peça.

Os preparativos para o segundo corte na embarcação de 200 metros já foram iniciados.

Fatiamento MV Golden Ray navio cargueiro tombado montagem - Divulgação - Divulgação
Uma das correntes usadas no processo de remoção arrebentou e causou atraso no cronograma inicial
Imagem: Divulgação

"Este é nosso primeiro grande marco na operação. Validamos o método geral de remoção enquanto continuamos a refinar nossas estratégias para aumentar a eficiência dos próximos seis cortes", disse o Comandante Efren Lopez, Coordenador da Guarda Costeira dos EUA.

"As equipes de resposta na costa e na água têm vigiado de forma proativa e respondido a todos os possíveis impactos ambientais. Incentivamos o público a continuar relatando quaisquer detritos que sejam encontrados por meio da linha direta de denúncia e por formulários online."

MV Golden Ray navio cargueiro fatiamento 4.200 carros veículos tombado naufrágio - Reprodução - Reprodução
Vista aérea do local onde o MV Golden Ray repousa tombado há quase 13 meses
Imagem: Reprodução

Os trabalhos estão levando muito mais tempo do que o inicialmente estimado - a previsão era de cortar uma fatia a cada 24 horas. O principal contratempo até agora foi uma corrente arrebentada após 25 horas de corte. Não houve feridos nem danos ao VB-1000, mas a operação precisou ser paralisada.

Após isso, ajustes no aparelho de corte o fizeram melhorar seu desempenho.

"O processo de fatiamento foi cuidadosamente projetado e modelado, mas continua sendo uma operação altamente complexa", iniciou o subcomandante Tom Wiker, da empresa Gallagher Marine Systems.

Quais veículos estão dentro do cargueiro

MV Golden Ray Hyundai Kia GM naufrágio cargueiro resgate carros navio embarcação Chevrolet Tahoe - Reprodução - Reprodução
Foto indica que SUV ao fundo é um Chevrolet Tahoe, submerso no MV Golden Ray
Imagem: Reprodução

Quais são os modelos de automóveis que estão dentro do navio? E qual será o destino deles?

De início, é importante dizer que, apesar de a empresa responsável pelo navio ser a Hyundai Glovis (braço de logística do conglomerado sul-coreano), um porta-voz da companhia afirmou que a carga não inclui carros da marca - e, sim, automóveis da Kia e de outras montadoras globais.

Oficialmente não foi divulgada uma lista com os modelos, mas alguns indícios ajudam a trazer luz sobre quais permanecem dentro do navio.

Fotos divulgadas do seu interior já naufragado mostraram alguns veículos submersos e danificados. E as imagens permitem constatar que, dos mais de 4.000 carros nunca rodados, há exemplares fabricados pela General Motors. Analisando duas fotos, conseguimos identificar os SUVs grandes Tahoe e Suburban, da Chevrolet.

Chevrolet Suburban 2020 - Divulgação - Divulgação
Fotos do interior do navio indicam que o Chevrolet Suburban é um dos carros a bordo do naufrágio
Imagem: Divulgação

Muito populares nos EUA, os dois utilitários esportivos não são comercializados oficialmente no Brasil. No mercado norte-americano, o Tahoe tem preços sugeridos a partir de US$ 49 mil (R$ 263,6 mil no câmbio de ontem) e o Suburban, com chassi alongado, custa desde US$ 51,7 mil (R$ 278,2 mil).

Ambos podem ser equipados com até nove assentos e motor 6.2 V8 de 426 cv na linha 2020.

Quanto aos carros da Kia, o local do acidente ajuda a deduzir quais são os modelos atingidos. O porto de Brunswick fica bem próximo à fábrica da montadora em West Point, Geórgia, onde são fabricados os modelos Telluride e Sorento, outros SUVs de grande porte; e o sedã Optima.

Dos três, apenas o Sorento é vendido no Brasil, com preço a partir de R$ 199.990. O destino do MV Golden Ray era Baltimore, nos Estados Unidos, de onde os carros seriam exportados a países do Oriente Médio.

Qual será o destino dos veículos

As oito fatias do Golden Ray e o que restar dos respectivos carros serão levados para reciclagem em um estaleiro no Estado da Louisiana.

A expectativa é de que a desmontagem das peças demore pelo menos dois meses.

A Hyundai Glovis, dona do cargueiro, informa que vai tentar salvar quantos veículos for possível, embora a maior parte deva ser mesmo transformada em sucata.

Outro navio já foi fatiado com carros dentro

MV Tricolor naufrágio cargueiro resgate carros navio embarcação 2002 2003 - Reprodução - Reprodução
MV Tricolor naufragou em 2002 com carros de luxo na França e também foi cortado em pedaços
Imagem: Reprodução

Essa não é a primeira vez na qual um cargueiro naufragado com automóveis zero no seu interior tem de ser cortado em fatias.

Em dezembro de 2002, o navio MV Tricolor foi atingido por outra embarcação após deixar o porto de Zeebrugge, na Bélgica, rumo a Southampton, na Inglaterra - de onde seguiria viagem para os Estados Unidos.

A cerca de 30 km da costa francesa, o Tricolor tombou com uma carga de centenas de carros de luxo das marcas Volvo, BMW e Saaab.

Para tirar o navio gigante do local, e evitar mais danos ambientais após a constatação de um vazamento de óleo, o cargueiro também foi cortado em fatias, igualmente com os automóveis no seu interior, utilizando técnica semelhante - também aplicada no resgate do submarino russo Kursk, em 2001.

No caso, os carros foram vendidos como sucata após o resgate.

Prêmio UOL Carros: qual marca tem o melhor pós-venda de 2020?

Enquete encerrada

Total de 6670 votos
29,43%
Divulgação
22,26%
Reprodução
10,84%
Divulgação
5,25%
Reprodução
5,13%
Reprodução
4,60%
Divulgação
3,85%
Reprodução
3,64%
Reprodução
2,22%
Divulgação
2,08%
 Fotos Divulgação
1,39%
Divulgação
1,39%
Divulgação
1,05%
Divulgação
0,93%
Reprodução
0,93%
Reprodução
0,87%
Divulgação
0,81%
Reprodução
0,81%
Divulgação
0,78%
Reprodução
0,76%
Reprodução
0,36%
Divulgação
0,27%
Reprodução
0,16%
Divulgação
0,16%
Reprodução
Total de 6670 votos

Valide seu voto