PUBLICIDADE

Topo

Chá de hortelã alivia sintomas da ansiedade e da rinite; veja benefícios

Chá de hortelã tem diversos benefícios; confira para que serve e quando tomar - iStock
Chá de hortelã tem diversos benefícios; confira para que serve e quando tomar Imagem: iStock

Carol Firmino

Colaboração para VivaBem

08/12/2021 04h00

A hortelã é considerada uma planta medicinal com propriedades analgésicas, digestivas, antigripais. O chá de hortelã, dessa maneira, torna-se um grande aliado na manutenção do bem-estar, da saúde e no combate dos sintomas de algumas doenças.

É importante destacar que a planta é do gênero Mentha, que possui mais de 25 espécies diferentes. No Brasil, o mais comum é chamar de hortelã as variações da Mentha piperita, e de menta as da Mentha spicata.

As folhas de hortelã contêm óleos essenciais como mentol, mentona e limoneno, além de possuir antioxidantes, riboflavina, ácido fólico e vitaminas A, B6, C, K e E. Tudo isso faz com que o chá da planta ofereça inúmeros benefícios ao organismo. Selecionamos os principais:

Melhora problemas digestivos

Alívio de gases e cólicas no intestino, de quadros de azia e de refluxo são alguns dos efeitos que o chá pode proporcionar. De acordo com Rafael Soares, médico pela UFSCPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre), nutrólogo e dermatologista, isso acontece porque a hortelã melhora a produção de secreções digestivas e tem um efeito antiespasmódico, que diminui as contrações intestinas, resultando em relaxamento. Com isso, é possível eliminar melhor os gases, toxinas, assim como reduzir as dores e o desconforto.

Alivia sintomas de asma, congestão nasal, rinite e sinusite

A hortelã possui ácido ascórbico, mentol e tinol em sua composição, o que promove ação expectorante e descongestionante.

Diminui a cólica menstrual

O mecanismo é semelhante ao que acontece com os problemas digestivos, já que o mesmo efeito relaxante no intestino e no estômago também acontece com a musculatura uterina.

Pode aliviar dores de cabeça e enxaqueca

O chá age como vasodilatador e ativa a circulação do sangue, o que pode ajudar a aliviar dores de cabeça e enxaqueca.

Diminui sintomas de estresse, ansiedade e alivia dores musculares

A presença do mentol aumenta o fluxo sanguíneo, promove a sensação de relaxamento e pode ser um excelente calmante natural.

Ajuda a manter concentração

O chá de hortelã promove mais disposição, pois melhora os níveis de energia, reduz a fadiga e oferece mais agilidade mental, se consumido ao longo do dia. "É uma excelente opção para beber ao estudar, por exemplo, pois favorece o foco e a concentração", diz Gustavo Feli, médico do desenvolvimento físico e mental com foco em nutrologia e medicina da longevidade pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (SC), pós-graduando em nutrologia pela USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto. Neste caso, é indicado o chá de hortelã-pimenta, tipo obtido do cruzamento entre Mentha aquatica e Mentha spicata.

Ajuda a regular o colesterol

Além de resultar na melhora do fluxo da bile, a hortelã facilita a quebra de moléculas de gordura, o que ajuda a controlar o LDL, conhecido como colesterol "ruim".

Fortalece o sistema imunológico

A grande quantidade de vitaminas e minerais, como fósforo e cálcio, faz da planta um alimento poderoso para a imunidade.

Age como antibacteriano

Ele dificulta o crescimento de bactérias não apenas no trato digestivo, mas também na boca, matando os germes que podem causar a halitose. Algumas pesquisas inclusive já mostraram que o extrato de hortelã tem potencial antimicrobiano inclusive contra a candidíase.

Chá de hortelã ajuda a curar a ressaca - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Benefício em estudo

Algumas pesquisas analisam o potencial anticâncer da planta. Uma delas, por exemplo, publicada no periódico Frontiers in Pharmacology em fevereiro de 2020, testou o extrato de mental em animais e em modelos de células tumorais. Os resultados mostraram que o extrato pode diminuir a viabilidade, vitalidade e sobrevivência de células tumorais. Entretanto, mais estudos são necessários para corroborar essas descobertas.

Como fazer o chá de hortelã?

É possível comprar saquinhos prontos e fazer com água quente, mas a opção com a planta é ainda melhor. Dessa forma, usa-se o processo de decocção ou infusão. No primeiro, adicione as folhas secas de hortelã em uma panela com água e deixe no fogo até ferver. Após a fervura, basta coar e beber. Já para o segundo método, é preciso ferver a água, adicionar a folha da erva fresca e picada em um bule com o líquido e deixar tampado por, aproximadamente, 15 minutos antes de ingerir o líquido.

Além dessas três formas de fazer o chá, Feli indica uma terceira, que ajuda a tirar o máximo proveito da planta: "É possível macerar a hortelã, colocando folhas frescas em um pilão com um pouco de água, e amassando até ficar em pequenos pedaços. Depois, é só usar para o que desejar, como os chás", sugere.

Qual o melhor horário para beber chá de hortelã?

Para escolher quando e como consumir o chá de hortelã, é necessário avaliar para qual finalidade seria. Por exemplo, se o objetivo é cuidar do trato digestivo, ele pode funcionar melhor após refeições mais pesadas ou depois de comer carne vermelha —como a digestão desse alimento é bastante lenta, o chá de hortelã auxilia nesse processo.

O chá ajuda a emagrecer?

Essa é uma dúvida comum, mas, segundo os especialistas consultados, o chá de hortelã não ajuda a emagrecer. Soares afirma que, principalmente a Mentha piperita, aumenta a absorção intestinal de alguns ativos, por isso uma pessoa que já está em processo de emagrecimento vai absorver melhor os ativos que podem contribuir na perda de peso, o que não quer dizer que a hortelã, diretamente, é a responsável.

"A Mentha piperita não é termogênica, mas pode aumentar o gasto metabólico de forma secundária, facilitando a ação de outros alimentos que a gente sugere ao paciente. Além disso, com as propriedades antiespasmódica e anti-inflamatória, que melhoram a digestão, os nutrientes também são melhor absorvidos", diz.

Existem pessoas que não podem consumir chá de hortelã?

As contraindicações, de acordo com Feli, são para pessoas que possuem hérnia de hiato, refluxo gástrico grave, mulheres grávidas e que estão amamentando. O chá de hortelã também não está liberado para crianças menores de cinco anos, "pois o mentol que constitui a hortelã pode causar falta de ar e asfixia", diz o nutrólogo.