Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

Dez motivos para passear na Zona Leste de SP

Bosque das Cerejeiras - Ricardo Bastos /Fotoarena/Folhapress
Bosque das Cerejeiras Imagem: Ricardo Bastos /Fotoarena/Folhapress

Luiza Vieira

Colaboração para Urban Taste, em São Paulo

19/09/2019 18h00

Do Brás ao Itaim Paulista, de São Rafael ao Jardim Helena. Terceira maior região do município, dividida em 12 subprefeituras, a ZL é também um interessante destino para aqueles em busca de cultura e lazer na capital. São 21 bibliotecas, 10 shopping centers, 32 parques públicos, 16 ruas de lazer e centenas de restaurantes, bares e atrações culturais.

Veja também:

Conheça 7 restaurantes comandados por refugiados
Produtos orgânicos em São Paulo? Separamos 5 endereços
8 lugares veganos em São Paulo para você conhecer

Esqueça o meme clichê de zona lost, e aventure-se por dez dicas para conhecer a incrível e diversa zona leste.

Bistrô Nonna Lilla

Em homenagem à avó das proprietárias, o bistrô é dos endereços mais concorridos na região. Conta com receitas tanto tradicionais quanto mais elaboradas, de risotos a carnes e massas, num salão com clima de casa de vó mesmo. Se possível, vá num dia de Chá da Tarde, servido na última quinta e sexta-feira do mês, com um farto buffet de salgados e doces em versões menores.

Vai lá:
Rua Evangelina, 864, Vila Carrão
Segunda à sexta, das 11h30 às 15h.
Sábado, das 11h30 às 16h.
Mais informações pelo Instagram do Bistrô Nonna Lilla.

Escolas de samba

Simon Plestenjak/Folhapres
Imagem: Simon Plestenjak/Folhapres

Se samba no pé é a sua praia, a Zona Leste conta com nada menos do que 12 escolas de samba para soltar o rebolado. Segundo a Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, a região concentra o maior número de agremiações da capital, com escolas do Grupo Especial e de Acesso. No site da Liga, há a programação de festas e ensaios de todas elas.

Mais informações pelo site da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo.

Museu da Imigração

Vanessa Canoso/Divulgação
Imagem: Vanessa Canoso/Divulgação

No Museu da Imigração, na Mooca, descobre-se e muito sobre a nossa história e origem. Instalado no prédio da antiga Hospedaria de Imigrantes, inaugurada em 1887 para receber os estrangeiros recém-chegados a São Paulo, o Museu é hoje referência em museologia e centro de pesquisas sobre movimentos migratórios no Brasil. Conta com exposições, visitas educativas, aulas, lançamentos de livros e muitas outras atividades culturais.

Vai lá:
Rua Visconde de Parnaíba, 1317, Mooca
Terça a sábado, das 9h às 17h
Domingo, das 10h às 17h
Mais informações pelo site do Museu da Imigração.

Parque do Carmo

Dario Oliveira/Estadão Conteúdo
Imagem: Dario Oliveira/Estadão Conteúdo

Famoso pela Festa das Cerejeiras, que celebra anualmente a florada de mais de 4 mil árvores em todo mês de agosto, o Parque Olavo Egydio Setúbal foi inaugurado em 1976. Com 1,5 milhão de m², tem quadras esportivas, playground, viveiros, pontos de piquenique, anfiteatro e Museu do Meio Ambiente.

Vai lá:
Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951, Itaquera
Todos os dias, das 5h30 às 20h.
Mais informações pelo site da Prefeitura de São Paulo.

Parque Ecológico do Tietê

Caio Pimenta/SPTuris
Imagem: Caio Pimenta/SPTuris

Com fauna e flora nativas, churrasqueira, pedalinho, trilhas, núcleos culturais e um centro para animais silvestres (além de muitas outras atividades), o PET é opção para toda a família, e o que não falta é espaço: com uma área de 14,1 milhões m², equivale a 11 Parques Ibirapuera (ou cinco Central Parks, icônico ponto turístico de Nova York). Detalhe para o projeto arquitetônico e paisagístico, concebido por Rui Ohtake.

Vai lá:
Rua Guira Acangatara, 70, Engeheiro Goulart
Núcleo Engenheiro Goulart: das 8h às 17h.
Núcleo Vila Jacuí: das 8h às 19h.
Mais informações pelo site do Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo.

Roller Jam

Nailson Siqueira
Imagem: Nailson Siqueira

Aquele cenário clássico da pista de patinação dos anos 80, cheia de neons e discomusic na vitrola. A Roller Jam parece ter saído de um filme da Sessão da Tarde, e é exatamente essa a proposta. Com decoração retrô, fliperamas e lanchonete (também no estilo americano), alugue um patins de quatro rodas e se jogue na pista até altas horas.

Vai lá:
Rua Fernando Falcão,393, Mooca
Quarta e quinta-feira, das 16h às 22h.
Sexta-feira, das 18h as 4h.
Sábado, das 16h às 4h.
Domingo, das 16h às 22h.
Mais informações pelo site do Roller Jam.

Sesc

Gero Rodrigues/Estadão Conteúdo
Imagem: Gero Rodrigues/Estadão Conteúdo

Que as unidades do Sesc são imprescindíveis em qualquer roteiro, já é senso comum. Na ZL estão o Itaquera e o Belenzinho, obviamente com extensa programação de aulas, teatro, exposições, debates e demais atrações culturais, além de espaço de sobra para praticar esportes. Vá curtir o belo gramado do Itaquera, ou conferir a expo Meta-Arquivo: 1964-1985. Espaço de Escuta e Leitura de Histórias da Ditadura, em cartaz até novembro no Belenzinho, com nove obras inéditas de artistas como Mabe Bethônico. De qualquer forma, vale sempre conferir a programação com antecedência e dar uma passada no Sesc.

Vai lá:
Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho
Terça a sábado, das 9h às 22h.
Domingos, das 9h às 20h.

Itaquera
Avenida Fernando Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera
Quarta a domingo, das 9h às 17h
Mais informações pelo site do Sesc SP.

Speedland Kart Center

O maior kart center da América Latina fica em São Paulo, mais precisamente no Tatuapé. A Speedland tem 20 mil m² de pura adrenalina, com pistas indoor e outdoor, para treinos e competições. Há também simuladores, área de entretenimento com fliperamas e autoramas e restaurante com vista para a área externa.

Vai lá:
Rua Ulisses Cruz, 275, Tatuapé
Segunda a sexta, das 17h às 23h.
Sábado, das 11h às 22h.
Domingo, das 12h às 20h.
Mais informações pelo site do Speedland Kart Center.

Parque Marisa

Fábio Feltin/UOL
Imagem: Fábio Feltin/UOL

Com roda-gigante, montanha-russa, carrossel e tudo o mais que se espera de um parque de diversões, o Marisa conta com 21 atrações e é considerado o maior desse tipo na cidade. Fundado em 1973, passou 15 anos como itinerante até instalar-se definitivamente em Itaquera. O cenário lúdico, repleto de luzinhas e neon, faz qualquer um voltar à infância.

Vai lá:
Rua João Radaic Benegulo, 30, Itaquera
Sábado, das 16h às 0h.
Domingo, das 15h às 23h30.
Mais informações pelo site do Parque Marisa.

Zero Grau

Chope gelado, feijuca aos sábados, carta de drinques caprichada e música ao vivo. Não importa se na Mooca ou no Tatuapé, o Zero Grau é ideal para a galera que curte um sertanejo, sambinha, MPB, rock... a casa toca de tudo, e esbanja animação desde um happy hour pós-expediente aos badalados finais de semana, funcionando de domingo a domingo.

Vai lá:
Mooca
Rua Madre de Deus, 1726
Telefone: (11) 2659-0010

Tatuapé
Rua Azevedo Soares, 614
Telefone: (11) 4305-9790

Segunda a quinta, das 17h à 0h
Sexta, das 17h à 01h
Sábado, das 12h à 01h
Domingo, das 12h às 22h
Mais informações pelo Instagram do Zero Grau Bar.

Mais Cultura e lazer