PUBLICIDADE
Topo

De carona em avião, Endeavour faz última etapa do voo antes de chegar em Los Angeles

De carona em um 747, Endeavour sobrevoa a ponte Golden Gate, em São Francisco, na etapa final do voo de despedida - Marcio Jose Sanchez/AP
De carona em um 747, Endeavour sobrevoa a ponte Golden Gate, em São Francisco, na etapa final do voo de despedida Imagem: Marcio Jose Sanchez/AP

Steve Gorman

De Los Angeles (EUA)

21/09/2012 15h24

O ônibus espacial Endeavour, acoplado a um jumbo, partiu nesta sexta-feira (21) da Base Edwards da Força Aérea dos Estados Unidos, na Califórnia, para uma última volta sobre a região antes de chegar ao seu destino final: um museu de ciências em Los Angeles.

De carona em um Boeing 747 modificado, a nave espacial de 75 toneladas estava programada para partir às 12h17 (horário de Brasília) em sua etapa final da viagem de despedida através do país, que começou na última quarta-feira (19) na base de Cabo Canaveral, na Flórida.

Depois de fazer pelo menos 20 voos planejados de baixa altitude sobre alguns dos pontos mais conhecidos da Califórnia e instituições científicas, incluindo a Disneyland e o Jet Propulsion Laboratory, o Endeavour e seu avião de transporte devem desembarcar no aeroporto de Los Angeles por volta das 16h45 (horário de Brasília).

O voo de hoje, que percorre cerca de 160 quilômetros ao norte de Los Angeles no deserto de Mojave, marcará o último voo do Endeavour e a última jornada aérea para os últimos ônibus espaciais da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana).

A Nasa aposentou o Endeavour e o resto de sua frota de ônibus espaciais no ano passado, depois de completar a parte norte-americana da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês),  um complexo de pesquisa com equipe permanente orbitando a 400 quilômetros acima da Terra. 

Sua chegada a Edwards, ontem, foi uma espécie de retorno às origens: a nave espacial feita na Califórnia foi construída como um substituto do Challenger, o ônibus perdido em um acidente de lançamento que matou sete astronautas em 1986.

O Endeavour voou 25 missões, incluindo 12 para ajudar a construir e equipar a estação espacial, e registrou cerca de 198 milhões de quilômetros em voo durante 4.671 órbitas.

Sete dessas missões terminaram com o Endeavour pousando em Edwards, que serviu como opção da Nasa para receber as naves em caso de mau tempo sobre o Cabo Canaveral, base oficial da agência.

Durante o caminho para Edwards, o Endeavour fez um passeio aéreo sobre Tucson, no Arizona, em homenagem à ex-congressista Gabrielle Giffords e seu marido, Mark Kelly, o astronauta aposentado que comandou o último voo do Endeavour em sua última missão no final de maio de 2011. Kelly e Giffords, que ainda está se recuperando de um ferimento na cabeça sofrido em um atentado contra sua vida no ano passado, viram o voo do telhado de uma garagem.

"Quando ela apareceu, Mark disse: ‘Aí está minha nave espacial!'", contou um ex-assessor, CJ Karamargin, que se juntou ao casal para o evento. "Gabby estava eufórica, assobiando e gritando assim como todos nós." 

Após a sua chegada a Los Angeles, o Endeavour vai passar por preparativos para ser transferido no próximo mês pelas ruas da cidade a partir do aeroporto para sua casa permanente, o Centro de Ciência da Califórnia no centro de Los Angeles, onde o ônibus vai ser colocado em exposição pública a partir de 30 de outubro.

Tilt