PUBLICIDADE
Topo

Olho biônico permite a um homem enxergar sua mulher pela 1ª vez em 10 anos

Do UOL, em São Paulo

23/02/2015 22h37

O americano Allen Zderad, 68, voltou a enxergar graças à implantação de uma tecnologia semelhante a um olho biônico.

O sistema – chamado Segunda Visão --  permitiu a Zderad enxergar formas, discernir silhuetas humanas e inclusive enxergar seu próprio reflexo numa superfície de vidro.

A maior emoção, porém, veio no momento em que ele conseguiu enxergar sua mulher pela primeira vez em mais de dez anos.

Há quase 20 anos, Allen Zderad foi diagnosticado com um doença ocular degenerativa, chamada retinitis pigmentosa, que não possui tratamento nem cura, informou a Clínica Mayo. Nos últimos dez anos, ele há havia perdido praticamente a visão.

Ele decidiu então participar dos testes com o novo sistema. A clínica gravou um vídeo que registra a emoção de Zderad ao registrar sua mulher.

“Ainda é básico, mas é significativo”, afirmou ao final do teste. “Vai funcionar.”

De acordo com o oftamologista Raymond Iezzi Jr, pesquisador da Clínica Maio, ele estava desenvolvendo o sistema Segunda Visão Argus II, quando conheceu Zderad. Com uma família grande,  incluindo dez netos, ele era o candidato ideal para se submeter ao implante.

Iezzi instalou 60 eletrodos no olho de Zderad, que interagem com uma câmera instalada em seus óculos e com o microcomputador que enviar as informações aos eletrodos implantados na retina. De lá, os sinais voltam para o nervo ótico, explicou o pesquisador.

“É incrível para a família. Também não é comum que um cientista consiga aplicar os resultados de seu trabalho de tantos anos para ajudar um paciente. É muito especial”, disse.

Zderad ainda não é capaz de enxergar com detalhes os rostos a seu redor, mas ele vê formas e silhuetas. O que já é mais do que suficiente para reconhecer sua mulher, Carmen. “Foi fácil”, disse Allen. “Ela é a mais bonita da sala”.

Tilt