PUBLICIDADE
Topo

Cosmonautas controlam vazamento de ar no segmento russo da ISS

31/08/2018 07h26

Moscou, 31 ago (EFE).- Os cosmonautas que estão na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) remediaram um pequeno vazamento de ar na nave Soyuz MS-09, segmento da Rússia acoplado na plataforma, informou nesta sexta-feira a Roscosmos, a agência espacial russa.

Os sistemas da ISS detectaram na quarta-feira uma pequena perda de pressão causada por um pequeno buraco no casco da Soyuz, causado provavelmente pelo impacto de um micrometeorito.

Segundo comunicado da Roscosmos, o defeito não representou nenhuma ameaça para a segurança dos tripulantes da ISS.

Fontes da indústria espacial russa citada pela agência oficial "RIA Novosti" disseram que não se planeja nem a evacuação dos tripulantes da ISS nem o envio de uma Soyuz de substituição, pois o escapamento não aconteceu no casco do módulo de descida da nave.

Os cosmonautas russos Oleg Artemiev e Sergei Prokopiev consertaram o vazamento, depois que verificaram em duas ocasiões, com um intervalo de várias horas, se o casco da Soyuz estava hermeticamente fechado.

"O kit de consertos que há na estação consta de vários elementos, mas o principal é a resina epóxi, a mesma que é vendida em lojas. Faz-se um remendo, cobre-se este com resina e se põe fim ao escapamento", disse o cosmonauta russo Maxim Surayev, ao canal de televisão "Rossiya 24".

O diretor-executivo da Roscosmos, o ex-cosmonauta Sergei Krikaliov, afirmou hoje que na ISS "tudo está bem".

"A tecnologia para tapar os buracos consta de várias etapas, e a mais importante aconteceu ontem, quando foi feito o remendo", disse Krilaliov, ressaltando que os testes mostram que já não há escapamento.

"Em todo caso, como é habitual, se estuda como colocar uma segunda camada acima do remendo normal, para dar maior garantia", acrescentou Krikaliov.