PUBLICIDADE
Topo

SpaceX faz lançamento inédito de foguete e nave reciclados

15/12/2017 18h50

Miami, 15 dez 2017 (AFP) - Pela primeira vez, a SpaceX lançou nesta sexta-feira (15) um foguete e uma nave de carga que já tinham ido ao espaço antes, um avanço rumo aos objetivos da companhia de reduzir o curso dos voos espaciais.

Após o lançamento, a empresa sediada na Califórnia, presidida pelo magnata da internet Elon Musk, pousou em solo seu foguete lançador na posição horizontal em Cabo Cañaveral, Flórida.

A SpaceX até agora conseguiu retornar 20 de seus foguetes após o lançamento, em solo ou em plataformas flutuantes no oceano, como parte de um esforço para reutilizar ao invés de descartar componentes custosos.

A reluzente nave Dragon e o foguete Falcon 9 rasgaram os céus da Flórida às 10h36 locais (13h36 de Brasília).

Três minutos depois, o lançador e o segundo estágio do foguete se separaram.

Pela internet, foi possível ver os dois componentes se separarem nos céus.

O segundo estágio continuou a propulsar o Dragon rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), enquanto a parte mais elevada do foguete ligou seus motores e executou manobras para redirecioná-lo para a Zona de Pouso 1 em Cabo Cañaveral.

"É a segunda visita bem sucedida para e do espaço deste lançador em particular", disse um comentarista da SpaceX na transmissão pela internet.

Em junho, o foguete lançador Falcon já tinha levado ao espaço uma missão de reabastecimento para a estação, denominada CRS-11.

A cápsula Dragon voou para a ISS em 2015.

A SpaceX confirmou que o lançamento situou a Dragon em uma "boa órbita" e que estava "a caminho da Estação Espacial Internacional".