PUBLICIDADE
Topo

Uso da internet nos países em desenvolvimento cresceu 30% em dez anos, indica relatório da ONU

Do UOL, em São Paulo

14/03/2013 13h01

O uso da internet nos países em desenvolvimento cresceu 30% entre 2000 e 2010, conforme levantamento divulgado nesta quinta (14) pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), em conjunto com o relatório do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) 2013.

O relatório aponta ainda que, entre os dez países onde há mais usuários de redes sociais populares, como o Facebook, seis deles estão no hemisfério sul. “Embora esses números mostrem uma base pequena [de usuários] em 2000, a propagação e adoção de novas mídias têm revolucionado muitos setores em vários países”, diz o estudo.

Brasil, Rússia e China e Índia foram os que mais avançaram em relação ao número de usuários conectados de 2000 a 2010. Os que menos cresceram a base de internautas no mesmo período foram Malaui, Líbia e Angola.

A penetração maior da internet e de redes sociais nesses países pode contribuir, segundo o Pnud, para a criação de novos fluxos de informação. A população consegue acesso a informações sobre saúde, a serviços bancários e podem se engajar em movimentos sociais mais facilmente, completa o órgão das Nações Unidas.

Movimentos sociais na internet

O relatório do Pnud destaca também o papel das redes sociais como uma alternativa de “baixo custo” para reunir a opinião pública e amplificar vozes dos cidadãos.

Como exemplo, o Pnud menciona um caso ocorrido na China, no qual mais de 26 milhões de mensagens foram publicadas a respeito de um acidente com um trem de alta velocidade em Wenzhou, por meio de dois microblogs populares no país. Grande parte das mensagens, além de comentar o acidente, questionava a segurança das ferrovias no país.

No entanto, prossegue o órgão, embora as redes sociais consigam atrair a atenção para problemas específicos, nem sempre resulta em transformações políticas que beneficiem amplamente a sociedade.