PUBLICIDADE
Topo

Aline Campos apoia Klara Castanho e diz que também já sofreu estupro

Aline Campos deixou sua mensagem para Klara Castanho - Reprodução / Instagram
Aline Campos deixou sua mensagem para Klara Castanho Imagem: Reprodução / Instagram

De Splash, em São Paulo

27/06/2022 11h36

Em uma publicação de apoio a Klara Castanho no Instagram, Aline Campos contou que também já foi estuprada no passado. A dançarina escolheu uma foto ao lado da atriz de 21 anos para demonstrar seu apoio à jovem, que revelou que entregou para a adoção um bebê fruto de um estupro que sofreu.

"Klara Castanho é luz e foi vítima de algo infelizmente ainda muito comum em nossa sociedade! Eu já fui estuprada também, sim! Mas não com as mesmas consequências que ela! Mas e se tivessem tido as mesmas? Pode ser, sim, que eu fizesse a mesma coisa ou que tivesse abortado de forma clandestina, cheia de riscos", começou dizendo Aline.

Ela também falou sobre a importância de acolhimento nesses casos, e disse que hoje se sente mais forte por ter "superado" o episódio traumático.

"Faz muito tempo e já trabalhei muito isso na terapia. Hoje sou mais forte por ter superado. Mas muitas que, por exemplo, não tem o apoio em casa ou não tem condições de fazer também terapia, acabam tirando a própria vida, seja literalmente ou vivendo para sempre atrás de um trauma que bloqueia a vida em todos os aspectos", afirmou.

Klara Castanho publicou no último sábado (25) uma carta aberta em que revelou que entregou para a adoção um bebê fruto de um estupro que sofreu. O caso movimentou as redes sociais e a classe artística, com dezenas de manifestações em apoio à atriz.

O assunto passou a ganhar notoriedade após a apresentadora Antonia Fontenelle dizer em uma live que sabia da história de "uma atriz global de 21 anos [que] teria engravidado e doado a criança para adoção".

Confira o relato de Aline Campos na íntegra:

Pensem numa mulher especial... Klara Castanho é luz e foi vítima de algo infelizmente ainda muito comum em nossa sociedade! Eu já fui estuprada também, sim! Mas não com as mesmas consequências que ela! Mas e se tivessem tido as mesmas? Pode ser, sim, que eu fizesse a mesma coisa ou que tivesse abortado de forma clandestina, cheia de riscos.

Klara foi muito forte e corajosa por ter trazido esse assunto à nossa reflexão! Assim como ela, milhares de mulheres são vítimas de estupro e abusos sexuais e ainda são vistas como culpadas pela massa da sociedade. Isso é muito sério! O que Klara e todas essas mulheres precisam é de um olhar amoroso, de compaixão, apoio e justiça!

Com relação a mim, não se preocupem! Faz muito tempo e já trabalhei muito isso na terapia. Hoje sou mais forte por ter superado. Mas muitas que, por exemplo, não tem o apoio em casa ou não tem condições de fazer também terapia, acabam tirando a própria vida, seja literalmente ou vivendo para sempre atrás de um trauma que bloqueia a vida em todos os aspectos!

Klara, minha princesa de luz, gratidão por sua força e coragem! Você é e sempre foi uma mulher inspiradora, tenho certeza que vai superar e se tornar ainda mais potente! Estamos com você e com todas essas vítimas!