PUBLICIDADE
Topo

Sertanejo Zé Henrique diz que teve depressão por perder a voz após cirurgia

Sertanejo Zé Henrique, que fazia dupla com Gabriel, participou do quadro "Promessas", no "É de Casa" - Reprodução/Globo
Sertanejo Zé Henrique, que fazia dupla com Gabriel, participou do quadro 'Promessas', no 'É de Casa' Imagem: Reprodução/Globo

Colaboração para Splash, em São Paulo

22/01/2022 10h27

O cantor sertanejo Zé Henrique, que fazia dupla com Gabriel, contou que teve depressão quando perdeu a voz após uma cirurgia para a remoção de pólipos nas cordas vocais. A fragilidade emocional fez o artista se separar da mulher, porém, eles reataram e se casaram novamente.

"Eu passei por alguns problemas sérios com a minha voz. Cheguei a fazer algumas cirurgias e isso me jogou para baixo, [tive] uma depressão muito grande e síndrome do pânico", contou, durante participação no quadro "Promessas", do "É de Casa", na manhã de hoje. "Perdi completamente a noção do que fazia, até a minha família eu perdi nessa época", acrescentou.

No quadro dedicado a relatos de famosos sobre suas relações com a religião, Zé Henrique afirmou que sentiu que deveria parar com a "música que fazia" ao entrar para a igreja evangélica. "É muito nítido o que Deus fez na minha vida. Eu olho pro espelho e não vejo a mesma pessoa mais."

O artista relembrou o período em que perdeu a voz. Segundo ele, um erro médico causou o problema e novas cirurgias foram necessárias para restaurar as cordas vocais afetadas.

"Foi uma batalha de alguns anos. Eu tinha um pólipo, fiz uma cirurgia [para removê-lo] e o médico cometeu um erro. Ele abriu uma prega vocal para tirar o pólipo, mas também uma outra que não tinha nada. Fiz outra cirurgia para resolver isso e acabou minha voz", relembrou.

"Chegou um dia determinante, onde eu entrei para gravar no estúdio e realmente a voz não saia. E eu só chorava, quando me veio à mente uma voz: 'volta lá e faz aquilo como você fazia antes, com aquela mentalidade'. Entrei, comecei a cantar e a voz começou a vir", relatou emocionado.