PUBLICIDADE
Topo

Ao contrário do prometido, site da Biblioteca Nacional segue fora do ar

Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro - Getty Images/iStockphoto
Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro Imagem: Getty Images/iStockphoto

De Splash, em São Paulo

21/04/2021 18h40

Após 10 dias de uma invasão hacker, o site da Biblioteca Nacional (BN) segue fora do ar. Em nota divulgada ontem pela instituição, havia a expectativa para retomada gradual de parte do conteúdo a partir de hoje (21).

O ataque hacker aconteceu no fim da tarde do domingo (11). Na segunda-feira, técnicos da BN constataram que os problemas foram causados por um ransomware —tipo de software que bloqueia o sistema infectado, permitindo que os invasores cobrem um resgate em criptomoedas para que o acesso seja restabelecido.

O acerto virtual da BN possui um total de 83.900 títulos. Por conta da pandemia, a biblioteca viu aumentar consideravelmente o número de acessos, já que as instalações físicas estão fechadas para o público.

Só a hemeroteca e a brasiliana fotográfica, portal dedicado ao acervo de fotos, tiveram, juntas, 8 milhões de acessos em março de 2021.

Diretora executiva da instituição há quatro anos, Maria Eduarda Marques afirmou que a demora na retomada se justifica pela preocupação de não se colocar o acervo virtual em risco.

Acreditamos que nada foi perdido, mas trata-se de um acervo complexo, com mapas, fotos e ilustrações que precisam ser restaurados aos poucos. Estamos consternados e pedimos desculpas a nossos visitantes virtuais, mas o objetivo é tomar o maior cuidado possível.

Sem detalhes sobre a investigação

Enquanto a BN busca resolver a parte técnica para retomar os serviços digitais, a investigação sobre o ataque estaria a cargo de "instâncias superiores", afirma Maria Eduarda. A instituição é vinculada à Secretaria Especial da Cultura, que por sua vez está na estrutura do Ministério do Turismo.

Splash procurou a pasta, além da Polícia Federal, para saber detalhes sobre a investigação, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

A Biblioteca também notificou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, uma vez que a invasão atingiu servidores do governo federal. Entretanto, a assessoria do GSI afirmou para Splash que o órgão "não investiga ataques deste tipo".