PUBLICIDADE

Topo

Sexoterapia #63: O sexo anal realmente deixou de ser tabu?

Mais Universa
1 | 25
Siga o UOL Mov no

29/09/2021 04h00

O sexo anal ainda é envolto em muitos preconceitos. Dor, prazer e curiosidade andam juntas quando se pensa no ânus como órgão sexual ou meio de prazer. A relação com a prática depende também dos valores culturais, religiosos e dos tabus que cada um carrega. Assim, em uma época em que termos como pegging e fio terra se tornaram populares, curiosidade e vergonha parecem andar juntas quando se fala de sexo anal.>

No Brasil, os dados da pesquisa "Durex Global Sex Survey", promovida por uma marca de preservativos com 1.004 pessoas, entre 18 e 65 anos, indicam que 15% dos homens e mulheres praticam sexo anal com regularidade. Nos Estados Unidos, segundo Debby Herbenick, 40% da população já experimentou a modalidade pelo menos uma vez na vida.

No 63o episódio de Sexoterapia,a psicóloga e sexóloga Ana Canosa e a jornalista e editora de Universa Bárbara dos Anjos Lima discutem o que significa, afinal, o prazer nessa região do corpo para as mulheres e homens. A atriz, escritora e podcaster Abhiyana, do Instagram @textosputos, completa a roda de discussão com suas histórias pessoais e ponto de vista de amante do prazer anal.

A oitava temporada de Sexoterapia, publicada às quartas-feiras, às 19h, fala sobre questões que muitas vezes ficam entre quatro paredes — e não deveriam.

Os podcasts de UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Sexoterapia em plataformas como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube —neste último, também em vídeo.