Topo

Futebol


Palmeiras faz pedido por controle das queimadas na Amazônia

23/08/2019 14h24

O Palmeiras postou nesta sexta-feira em suas redes sociais um clamor contra as queimadas na Amazônia, que tiveram grande aumento do ano passado para cá. Em meio à crise que tem gerado posicionamentos, inclusive, dos principais países na Europa, o atual campeão brasileiro pediu que "não deixem que o verde se torne cinza".

"Nós, que amamos o verde, estamos consternados com as notícias sobre as queimadas na Floresta Amazônica. Clamamos àqueles com poder para interceder na situação que cumpram com o seu papel, ajudando a proteger e preservar esse patrimônio brasileiro e da humanidade".

De acordo com dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o Brasil teve registrados 75 mil focos de queimadas em 2019 - a quantia é 84% maior do que o período no ano passado. Destes, cerca de 52% (em torno de 40 mil focos) são na região amazônica.

O número de incêndios é o maior desde 2010, e teve crescimento significativo, pois houve nos últimos dois anos uma queda na quantidade de casos assim. Jair Bolsonaro, presidente da República, estuda usar as Forças Armadas para controlar o incêndio.

Países por todo o mundo têm cobrado do Brasil uma decisão para estancar o problema. Líderes do Reino Unido, Alemanha, França, Canadá, Finlândia, Irlanda e da ONU deram declarações preocupados. As queimadas devem ser, inclusive, tratadas em uma próxima reunião do G7 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido).

Mais Futebol