PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Treinador do sub-19, Thiago Motta fala de suas preferências: '2-7-2'

20/11/2018 15h46

Aposentado desde julho, o ex-volante brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta hoje é treinador do sub-19 do PSG e, claro, quer fazer história. Em entrevista ao jornal "Gazzetta Dello Sport", o comandante de 36 anos mostrou-se um profissional com DNA ofensivo e até "sugeriu" um novo esquema: o 2-7-2.

- A minha ideia de jogo é ofensiva. Uma equipe compacta, que mande na partida, pressão alta e muita mobilidade com e sem bola. Quero que o jogador com a bola tenha três ou quatro soluções e dois companheiros perto para o ajudar.Pra mim, contando da direita para a esquerda, poderia ser um 2-7. Você pode jogar num 4-3-3 e ser defensivo ou 3-5-2 e ser ofensivo. Esses números enganam muito. Conto o goleiro nos sete do meio-campo. Para mim o atacante é o primeiro defensor e o goleiro é o primeiro atacante. O goleiro é quem começa a jogada, com o pé, e os primeiros atacantes que têm de fazer a pressão para recuperar a bola - comentou o treinador.

Ao ser questionado sobre o treinador que mais se espelha, ele respondeu Pep Guardiola. Para Motta, o atual técnico do Manchester City faz com que os seus times troquem passes com agressividade e segurança na defesa.

- O Manchester Cidade de Guardiola... Contra o United eles marcaram depois de dar 44 passes , eu até mostrei para meus filhos. Numa competição, consegui um gol depois de 16 passes ... ainda estamos muito longe - finalizou.

Esporte