PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Joia santista alega dor de dente, some e não aparece no CT há quase 20 dias

Diogo Vitor chegou a ser promovido aos profissionais por Marcelo Fernandes - Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação SantosFC
Diogo Vitor chegou a ser promovido aos profissionais por Marcelo Fernandes Imagem: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação SantosFC

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

27/01/2016 21h27

Prata da casa do Santos, o atacante Diogo Vitor não aparece para treinar no CT Rei Pelé há quase 20 dias, mais especificamente desde 9 de janeiro. Foi quando ele ligou para o clube e alegou dor de dente para justificar a falta do dia. Desde então, nunca mais deu as caras.

De acordo com a assessoria de imprensa do Santos, o clube, por meio de seu departamento jurídico, já tomou as devidas providências e notificou o jogador. Porém, ainda aguarda o retorno de Diogo Vitor para saber quais os próximos passos a serem tomados.

Diogo Vitor, de apenas 18 anos, chegou aos Santos no ano de 2010. Em 2014, aos 16, fez parte do grupo que conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Já no ano passado, foi promovido aos profissionais por Marcelo Fernandes, então técnico do Santos, e chegou a ser relacionado para algumas partidas, mas não conseguiu sua estreia com a camisa alvinegra.

Com Dorival Júnior, porém, não teve a mesma sorte e acabou retornando novamente para as categorias de base do Santos. Terminou 2015 atuando pelo sub-20, mas nesta temporada acabou ficando de fora da Copinha.

No último dia 9, ligou para avisar que não compareceria ao CT Rei Pelé por conta de uma dor de dente. O Santos, por sua vez, ofereceu tratamento médico ao atleta, que respondeu negativamente. Desde então, Diogo Vitor segue desaparecido do clube alvinegro.

Futebol